Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/07/2010 - Diário do Vale Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Idosos são as principais vítimas de golpistas

Por: Júlio Amaral


Volta Redonda.
A violência tem atingido uma parcela da população que alguns anos atrás era mais respeitada. Os idosos, devido à sua fragilidade, têm sido vítimas cada vez mais frequentes de bandidos e golpistas. Embora não haja estatísticas, a própria polícia admite que pessoas acima de 60 anos são as maiores vítimas de golpes conhecidos como "saidinha de banco", "bilhete premiado", troca do cartão no caixa eletrônico, falso sequestro e falsos prêmios oferecidos por telefone, em que geralmente exploram a ingenuidade das pessoas.

De acordo com o secretário de comunicação do Sindicato dos Bancários do Sul Fluminense, Luís Antônio, o golpe que mais atinge idosos que utilizam serviços bancários acontece no hall eletrônico. O golpista se aproxima do idoso tentando oferecer ajuda.

- O idoso geralmente tem dificuldade em lidar com o caixa eletrônico em dias de grande movimento ou pagamento de benefício, e muitos golpistas aproveitam a situação para chegar junto aos idosos oferecendo ajuda, e acabam trocando o cartão na hora da devolução. No golpe conhecido como "saidinha de banco", o bandido espera o idoso sacar e depois ele é abordado do lado de fora da agência e roubado, em alguns casos até com agressão - disse.

- Para evitar esse tipo de problema, deve-se aceitar ajuda apenas de funcionários do banco devidamente credenciados. Em dias de movimento, o banco geralmente coloca mais funcionários para melhor atender aos idosos e quem necessitar de ajuda - acrescentou.Para Luís Antônio, a solução é não aceitar ajuda de estranhos. Ele orientou que, se o idoso tiver dificuldade em usar o caixa eletrônico, é melhor entrar na agência e sacar na boca do caixa. O caixa é um facilitador, mas, se o idoso tem dificuldades, ele tem direito por lei de sacar ou depositar na boca do caixa.

- Outro conselho é o idoso evitar ir ao banco sozinho ou quando a agência estiver muito vazia, e sempre procurar levar um acompanhante de confiança. Com relação à senha do cartão, os bancos já estão dificultando o registro das senhas fáceis, como datas de aniversários. No caso dos idosos que costumam guardar a senha junto do cartão, é melhor mudar esse hábito - alertou.

De acordo com Luís Antônio, muitos golpistas costumam usar o cartão do idoso para sacar o crédito pré-aprovado, que já está disponível na conta, prejudicando-o ainda mais.
- Somente em alguns casos o cliente é ressarcido do prejuízo, mas para isso o caso é analisado - afirmou.
Com relação aos serviços extras oferecidos pelo banco, como cartão, talões de cheque, títulos de capitalização e crédito extra, ele informou que cabe ao idoso aceitar ou não, mas geralmente quem mais se sente atraído são os clientes mais jovens.

Todo cuidado é pouco

Conforme o delegado titular da 93ª DP, Carlos Alexandre Leite, o golpe mais comum usado contra os idosos é referente à troca de cartões, pois devido à falta de habilidade muitos idosos acabam aceitando ajuda de estranhos que se fazem passar por funcionários e trocam o cartão do banco que seria usado pelo idoso.

Outro detalhe que muitos golpistas aproveitam é o hábito dos idosos irem ao banco bem cedo, quando muitas vezes só tem uma pessoa no hall dos caixas. Para melhor segurança, todo idoso deve ficar atento às pessoas ao redor e só pedir ajuda de funcionários do banco com identificação. Quando for a uma agência, é preciso sempre estar acompanhado de alguém de confiança.

Com relação ao golpe do sequestro, ouve uma diminuição nas reclamações, talvez em razão da grande repercussão na mídia.A respeito do golpe conhecido com "saidinha de banco", o delegado afirmou que apareceram alguns casos na cidade, mas não só com idosos como também com pessoas mais jovens.

- Nesse tipo de crime o infrator escolhe o cliente que estiver com mais dinheiro e não o mais idoso, tivemos alguns casos e estamos investigando para tentar prender alguém. Nesse caso é bom evitar sacar grandes somas de dinheiro e andar acompanhado de alguém - alertou.

Empréstimo também requer atenção especial

De acordo com o coordenador do Procon (Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor) de Barra Mansa, José Valente, o empréstimo consignado requer cuidado por parte do idoso, principalmente pela família, que em alguns casos solicita uma ajuda, por meio de um neto, um filho desempregado ou algum parente, para pagar a faculdade ou comprar alguma coisa.

- As famílias precisam se conscientizar para não prejudicar o idoso. Para dar alguma garantia ao aposentado, o INSS (Instituto Nacional de Segurança Social) estabeleceu que o idoso só pode comprometer 30% do benefício, ou seja, se ganha R$ 500, pode pagar apenas R$ 150 ao mês, e se fizer empréstimo em uma financeira não pode fazer em outra - disse.

- Alguns anos atrás, o Procon recebia muitas reclamações a respeito de empréstimos consignados, agora devido às novas regras impondo limites às financeiras as reclamações diminuíram - acrescentou.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 242 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal