Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/06/2010 - Diário do Pará Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpista engana idosos em Belém


Investigações realizadas por cerca de 20 dias pela equipe formada pelos delegados Marco Antônio Duarte e Sinélio Ferreira, e investigadores Ezinoel, Profeta, Ubaldo, Chagas e Raylson (chefe de operações), resultaram na prisão de Joacy Brito Ferreira, 55 anos, apontado com um dos mais atuantes estelionatários dos bairros da Cremação e Guamá, em Belém.

Às vítimas, o acusado dizia que tinha como conseguir, de forma fácil, a concessão de benefícios do auxílio-doença, ou aposentadoria junto ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Dessa forma, ele conquistava a confiança de pessoas. Para tanto, ele cobrava de R$ 400,00 a R$ 800,00 para conseguir a facilidade, mas acabava sumindo com o dinheiro. Joacy agia também, de outra forma, tentando conseguir benefícios e aposentadorias junto ao INSS.

Ele utilizava informações e documentos falsos ou falsificados e, assim, conseguia, de modo fraudulento, benefícios e aposentadorias junto ao Instituto. Assim, as pessoas beneficiadas pagavam-lhe valores correspondentes ao primeiro mês de concessão do benefício. Havia ainda outra forma de o golpista conseguir vantagem pecuniária. Ele conseguia cartões de crédito, principalmente das redes Visa e Mastercard, ou abria crediário em lojas de departamentos em Belém. Para tanto, usava documentos falsos montados pelo próprio acusado. Tais detalhes foram fornecidos pelo próprio indiciado ao ser interrogado pelo delegado Sinélio Ferreira. Joacy Ferreira foi flagrado pela equipe de investigadores em frente à residência em que mora, na área do Acampamento, na passagem Saldanha Marinho, bairro da Pedreira.

DOCUMENTOS

Com o acusado, os policiais encontraram Carteiras de Trabalho e Proteção Social (CTPS), em nome de terceiros. Os documentos apresentavam a foto do acusado. Na casa do falsário, os policiais encontraram outros documentos com indícios de falsificação. Ao todo, 29 documentos falsificados ou com indícios de falsificação, entre CTPSs, RGs, cartões de crédito, foram apreendidos. Ainda, foi encontrada mais de uma dezena de cartões de crédito, das redes Visa e Mastercard. Foram encontradas, ainda, 10 fotos do acusado em diversas poses e estampas, que seriam utilizadas por ele na confecção de documentos. Todo material apreendido foi remetido ao Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves” para perícia técnica.

Em interrogatório, o acusado alegou que é aposentado, com aposentadoria especial do INSS, desde os 43 anos de idade.

Segundo ele, a aposentadoria foi conseguida através de documentos e informações falsas. Ele ainda confessou receber aposentadoria em nome de pessoas já falecidas, através de documentos falsificados. O delegado Sinélio Ferreira expediu ofício à Delegacia Regional do Trabalho (DRT), requerendo informações sobre as CTPSs encontradas com o acusado. Oficiou também ao INSS e à Polícia Federal para dar conhecimento do fato. (Diário do Pará)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 192 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal