Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

01/07/2010 - Tribuna do Norte Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dupla é presa com notas falsas em Passa e Fica


A compra de cerveja em um botequim resultou em duas prisões em Passa e Fica, município do Agreste do Estado, localizado a 85km de Natal. Um gerente comercial e um agricultor, ambos paraibanos e de 29 anos, foram presos em flagrante pela Polícia Militar com R$ 220 reais em notas de R$ 50 e R$ 10,00 após denúncia dos moradores da cidade.

Desconhecidos no município e trafegando em um Peugeot, a dupla despertou suspeita nos moradores. A Polícia Militar foi acionada na segunda-feira (28), após um comerciante perceber que recebeu uma nota falsa de R$ 50, e encontrou os dois suspeitos em uma festa junina em um sítio na zona rural. Após a revista, os policiais encontraram o dinheiro nos bolsos dos suspeitos e viram que as notas tinham número de série iguais. Contudo, tanto o agricultor quanto o gerente comercial garantiram que não sabiam que o dinheiro era falso.

Encaminhados para a Polícia Federal, eles admitiram que usaram uma nota falsa de R$ 50 para comprar cerveja em um bar, mas o paraibano - que ainda não teve o nome divulgado pela Polícia Federal - reafirmou que não sabia que a nota era falsa. Ele disse também que recebeu a cédula do amigo paulista, que passava férias no Estado. O gerente comercial, que assim como o comparsa não teve o nome divulgado, também disse não saber que as notas eram falsas. Ele acredita que pode ter recebido as cédulas na venda de uma moto em São Paulo, e garantiu que não sabe identificar uma nota falsa.

Questionado sobre o motivo pelo qual usavam as cédulas falsas em festas de grande movimentação de pessoas, ambientes de pouca luz e em uma cidade distante da sua residência, o outro suspeito, mesmo sendo funcionário de uma padaria e acostumado a lidar com o recebimento de cédulas, garantiu inocência.

Enquadrados no art. 289 do Código Penal, os dois foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória de Pirangi, em Natal, onde deverão permanecer à disposição da Justiça.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 295 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal