Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/06/2010 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Medida antipirataria dos EUA inclui fiscalização de sites estrangeiros

Endereços com músicas e filmes norte-americanos piratas serão denunciados. 'Isso é roubo, puro e simples', disse o vice-presidente Joe Biden nesta terça.

Os Estados Unidos fiscalizarão sites estrangeiros que estiverem pirateando músicas e filmes norte-americanos, em medida que faz parte de uma nova estratégia nacional para impedir a venda de produtos falsos e piratas, disse o vice-presidente, Joe Biden, nesta terça-feira (22).

“Isso é roubo, puro e simples”, afirmou Biden em reunião com o procurador-geral Eric Holder, a secretária de Segurança Nacional Janet Napolitano e outros membros do gabinete para discutir a nova estratégia, que também inclui medidas para reduzir a pirataria e a falsificação no próprio país.

“É arrombar e tomar, não é diferente de um cara passeando pela Quinta Avenida que arromba a porta da Tiffany’s e pega o que achar lá”, disse o vice-presidente, em referência à famosa joalheria em Nova York.

Empresas norte-americanas estimam ter um prejuízo de bilhões de dólares por ano devido à pirataria e falsificação de itens como filmes, música e produtos de consumo, além de responsabilizar o comércio ilegal pela perda de empregos no país.

Os EUA lutam para fechar sites russos e chineses, entre outros países, que vendem músicas e filmes norte-americanos.

Biden afirmou que os EUA vão aumentar a pressão sobre governos estrangeiros para fechar os sites, denunciando atividades ilegais “o mais publicamente possível”.

“Uma vez que expomos a governos estrangeiros que há comércio ilegal ocorrendo dentro de suas fronteiras, é sua responsabilidade agir”, disse Biden.

O vice-presidente não citou exemplos de sites, mas um recente relatório da Representação Comercial dos EUA afirmou que o maior site de pesquisas da China, Baidu, está associado a entre 50% e 75% de todos os downloads ilegais de música no país.

Já na Rússia, muitos sites continuam oferecendo downloads ilegais, embora o maior e mais famoso, Allofmp3, tenha sido fechado em 2007, segundo o relatório.

Empresas norte-americanas acolheram o plano aprovado pelo Congresso em 2008, que também inclui medidas para assegurar que o governo federal não compre produtos falsos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 193 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal