Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/06/2010 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia apreende documentos que indicam fraudes na saúde na Baixada

Por: Alba Valéria Mendonça

Prontuários médicos e cartãos do SUS de eleitores estavam com vereador. Delegado diz que suspeito tinha ganho eleitoral com fraude.

Os agentes da Delegacia de Defraudações apreenderam três malotes de documentos com prontuários médicos em branco, cadastro de eleitores, cartões do Sistema Único de Saúde (SUS) e lista com nomes de eleitores que seriam beneficiados pelo esquema fraudulento montado por um vereador de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

O material, segundo o delegado Robson Costa, foi recolhido durante operação de busca e apreensão realizada na manhã desta terça-feira (22), na casa, no gabinete e no centro social do vereador Wilson de Carvalho (PSC).

“Encontramos atestados assinados e pedidos de cirurgias, como laqueadura de trompas e vasectomia assinados por vários médicos, encaminhando os eleitores para tratamento em hospitais da cidade. Um dos médicos que já prestou depoimento disse que sua assinatura foi falsificada e que sequer conhece o vereador. Temos indícios de que ele se valia do cargo para obter ganhos eleitorais”, detalhou o delegado, lembrando que o vereador também é presidente da comissão de saúde da Câmara Municipal.

Costa disse que a investigação começou em setembro do ano passado depois de receber uma denúncia anônima feita por carta.

Ninguém foi preso na operação. Segundo o delegado, o vereador acompanhou espontaneamente a apreensão feita em seu gabinete. Ele negou as acusações e disse que está sendo vítima de perseguição política.

“Vamos encaminhar os documentos para exames grafotécnicos para comprovar a autenticidade das assinaturas nos prontuários médicos. Testemunhas, médicos envolvidos e pacientes possivelmente beneficiados pelo vereador serão chamados para prestar depoimento”, disse Costa.

De acordo com o delegado, se comprovada a participação do vereador na fraude, ele poderá responder por falsidade ideológica e crime eleitoral.

O advogado do vereador Wilson de Carvalho (PSC), Paulo Cesar Cunha, informou que seu cliente ainda vai tomar conhecimento das denúncias. Na próxima segunda-feira (28), ele deve comparecer à delegacia para conversar com os investigadores responsáveis pelo caso. Ainda segundo o advogado, o vereador acredita que as denúncias são uma represália em função das investigações sobre irregularidades no sistema de saúde do município, onde Wilson preside a CPI da saúde.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 206 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal