Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/06/2010 - Capital News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Justiça determina bloqueio de bens de empresário responsável pela Paulistec

Por: Jefferson Gonçalves


A Justiça determinou o bloqueio dos bens do empresário Mauro Di Napoli, dono das escolas da rede Paulistec, investigada por emitir diplomas falsos em filiais de Campo Grande e em outras 23 instaladas pelo Brasil. Os itens estão avaliados em R$ 1,8 milhão. Entre os bens, estão nove carros, sendo três de luxo (que, juntos, somam aproximadamente meio milhão de reais).

De acordo com a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo (Decon), o inquérito já relacionou 21 vítimas do caso Paulistec em Campo Grande. Já o Procon registrou mais de 200 reclamações relacionadas à instituição.

Em depoimento, o dono da Paulistec, Mauro Di Nápoli, chegou a admitir que o diploma não serve para nada. “Se não foi feito de acordo com as normas, não tem validade. Essa é a minha opinião”, declara.

Em agosto do ano passado, em Goiânia, quatro escolas da empresa já tinham sido fechadas por suspeita de emissão irregular de diplomas. A polícia de Mato Grosso do Sul já pediu a abertura de investigação nos outros seis estados onde a Paulistec atua.

“É um típico estelionatário, e a empresa instalada em Mato Grosso do Sul seria uma fábrica de diplomas”, afirma Adriano Garcia, delegado da Delegacia de Defesa do Consumidor em Mato Grosso do Sul. Na tarde desta segunda-feira (21), a Polícia Civil realiza a coletiva de imprensa sobre ocaso das escolas da Paulistec, na Diretoria Geral da corporação.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 217 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal