Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/06/2010 - CGN - Central Gazeta de Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Patrão e empregado são presos por golpe ao INSS

Por: Patrícia Sonsin

O golpe consiste em a pessoa estar recebendo o seguro desemprego e estar trabalhando; o fato ocorreu em uma indústria em Toledo.

Duas pessoas foram presas ontem (14) em Toledo, pela Polícia Federal de Cascavel, acusadas de efetuarem o ‘Golpe do Seguro Desemprego’. O golpe consiste em a pessoa estar recebendo o seguro desemprego e trabalhando, ou seja, ganhando duplamente.
“Infelizmente tem se verificado que várias pessoas têm recendido seu vínculo trabalhista em comum acordo com o empregador, para na sequencia receber o seguro desemprego e logo após ser contratado de forma informal pelo mesmo empregador ou um empregador diverso com o intuito de receber um salário face da nova contratação”, relata o delegado da PF Algacir Mikalovski.
Após denúncias uma equipe da PF e um auditor fiscal do Ministério do Trabalho estiveram em uma indústria têxtil para verificar se um homem, que não teve a identidade revelada, estaria recebendo o seguro desemprego e trabalhando no local. A princípio o patrão teria negado o fato, mas depois acabou confessando, afirmando que queria apenas ajudar o empregado. Porém isso é crime federal.
“Em razão disso a Polícia Federal e o Ministério do Trabalho iniciaram na data de ontem (14) uma ampla fiscalização e eu recomendo que as pessoas não utilizem essa prática porque assim como já ocorreu serão autuadas em flagrante, tanto o empregador do novo vinculo e o trabalhador neste novo vínculo empregatício”.
O empregado já havia recebido dois meses de seguro no valor de R$ 854,00, e teria mais quatro para receber. “Eles foram autuados em flagrante e encaminhados à carceragem de Toledo, local do fato”.
O empregador deve responder por participação em estelionato ao poder público, falsificação de documentos particulares e não anotação em carteira de trabalho. Já o empregado por estelionato ao poder público.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 351 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal