Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/06/2010 - O Pioneiro Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Preso pela 68ª vez enganando pessoas

Homem de 36 anos tem ocorrências em 13 cidades do Estado.

Caxias do Sul – Nos últimos 21 anos, um rapaz de São Miguel do Oeste (SC) e com ensino fundamental incompleto foi preso 67 vezes por aplicar golpes em 13 cidades do Estado. A 68ª prisão do homem, hoje com 36 anos, aconteceu no sábado, na Rua Pinheiro Machado, junto às paradas de ônibus do antigo Cine Ópera, no centro de Caxias. Assim como nas outras dezenas de vezes nas quais foi flagrado aplicando o golpe conhecido como jogo do dedal, ele chegou a ser levado por PMs à delegacia da Polícia Civil, mas responderá ao crime em liberdade.

Morador da Ilha Pintada, em Porto Alegre, o homem percorre o Estado aplicando golpes. São 62 ocorrências por jogo de azar e outras seis por estelionato (cinco pela prática de jogo do dedal e uma por um golpe envolvendo cartas) em Porto Alegre, na Serra, no Litoral, no Norte e Centro do RS. A trajetória do golpista se iniciou em Porto Alegre, em 1989, quando ele tinha 16 anos. Até 1993, só havia sido detido na Capital, No mesmo ano, começou a ser detido em outras cidades. Sua primeira detenção na Serra foi no dia 28 de maio de 2000, no Santuário de Caravaggio, em Farroupilha. Uma semana depois, há registro de sua primeira passagem por Caxias.

Sua única condenação pelo jogo de azar aconteceu em Santa Cruz do Sul. A pena de um ano e nove meses acabou revertida em serviços à comunidade e multas. No processo, ele admitiu a prática da contravenção penal e revelou como age:

“São três tampas e uma bola. E a pessoa tem que adivinhar a tampa que tem a bola. A pessoa aposta para levantar a tampa (onde está a bola) e ganhar. É a habilidade da mão. No momento em que a gente joga, ela é mais rápida do que a pessoa consegue enxergar”, afirmou o homem, conforme o trecho extraído de sua condenação.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 279 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal