Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/06/2010 - Extra Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe do cartão: polícia caça mais sete pessoas

Por: Marcos Nunes


Acusada de ser a peça-chave da quadrilha que desviava cartões de crédito enviados pelos Correios, Michele Costa Luís está sendo caçada por policiais da Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat). Mulher de Wanderson dos Santos Marques, que já está preso e é um dos três chefes do bando, ela é acusada de desbloquear os cartões e de distribuí-los para compra fraudulenta no comércio. Além dela, a polícia ainda procura mais seis pessoas acusadas de fazer parte da gangue de falsários.

Entre os foragidos estão Ademir Rocha da Silva, de 22 anos — que utilizou cartões desviados para comprar 150 caixas de energético — e outras cinco pessoas acusadas de integrar a quadrilha. O bando tem pelo menos 26 pessoas. Nesta segunda-feira, o delegado Fernando Vila Pouca, da Deat, revelou que espera concluir um levantamento, até o fim da semana, para contabilizar o total gasto pelo grupo em golpes na praça. A estimativa é que o prejuízo do comércio com o estelionato chegue a cerca de R$ 5 milhões.

— Vamos formalizar todo o inquérito até o fim de semana. Esse pessoal pulverizava os gastos. Além de viagens, o bando utilizava os cartões para comprar eletrodomésticos e eletrônicos. Depois revendia os produtos por 50% do valor real a receptadores — disse o delegado.

Fotos de integrantes do bando, copiadas por agentes da Deat da rede de relacionamentos Orkut, revelam que a quadrilha usava cartões desviados para desfrutar de uma vida de luxos. Em uma das fotos, Wagner Campos de Oliveira (foto acima), que está preso e é irmão do ator Vinicius de Oliveira, aparece dentro de um avião. Em outra imagem, ele aparece com um barco a vela, em um balneário. Já Maxwell da Costa Silva (foto abaixo), apontado como um dos chefes da gangue, preso sábado com a mulher, Rayza de Souza Gomes, durante seu casamento em Magé, aparece nadando numa piscina, em uma casa que comprou, na Região dos Lagos.

A Polícia Civil já descobriu duas grandes compras feitas por Maxwell, em lojas de artigos para casa. Em uma delas, ele aparece ao lado de um cúmplice, em Niterói. Imagem de um circuito de segurança do comércio mostra Maxwell, no dia 22 de abril, comprando eletrodomésticos, produtos para decoração e material de construção, no valor de R$ 8,4 mil. A conta foi quitada com um dos cartões desviados no esquema. A compra foi tão grande que a maior parte dos produtos precisou ser retirada no setor de cargas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 311 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal