Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

08/06/2010 - Geek Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sistema anti-fraude garante que estudantes façam provas em casa sem trapacear

Por: Fabiana Baioni

Ferramenta identifica usuários por meio de impressão digital e bloquei o acesso a internet e a dados do disco rígido do computador.

Alunos da University of Wales Institute, no Reino Unido, agora podem fazer trabalhos e testes em casa sem burlar o sistema de avaliação, graças a um software anti-fraude desenvolvido pela empresa americana Software Security Inc.

De acordo com a revista PopSci, o novo sistema é composto por uma webcam de 360 graus e um microfone e é programado para bloquear o acesso a internet e a dados dos discos rígidos contidos no computador utilizado para fazer o teste, garantindo assim que o aluno não receba nenhuma ajuda externa durante o período em que estiver realizando a avaliação. O sistema também identifica o aluno por meio de impressão digital.

Segundo o site do jornal Guardian o sistema, chamado Securexam Remote Proctor, permite que os examinadores, professores ou supervisores assistam aos vídeos depois de receberem as avaliações, vendo cada aluno individualmente e nas opções de avanço e retrocesso de tempo, para avaliar se nenhum estudante apresentou comportamento suspeito.

A tecnologia em questão já é utilizada em algumas instituições de ensino superior nos Estados Unidos e até a metade desse ano deve ser implantada em outras universidades do Reino Unido. O diretor do departamento de ensino da University of Wales Institute, Mark Pelling, afirmou que pretende estender o uso dessa ferramenta para estudantes da instituição no exterior: “Atuei da mesma forma que atuo em sala de aula. Isso pode mudar a forma de fazer avaliações”, disse ele em entrevista ao Guardian.

Ainda segundo o jornal, o diretor também diz que o sistema pode diminuir os custos da universidade, uma vez que contratações de examinadores para aplicações de prova não seriam mais necessárias, bem como oferece maior flexibilidadee conforto aos alunos, que esse ano atingiram o número recorde dentro da instituição.

Douglas Winneg, criador do Securexam Remote Proctor, explica que uma das funções do programa é ajudar os alunos com deficiência e aqueles que vivem em áreas remotas a levarem os exames até a universidade. Outro ponto levantado por ele é o avanço dos sistemas de avaliação de ensino a distância, muito crescentes no mundo.

O assunto em pauta agora é saber quanto tempo o sistema permanecerá inviolável.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 174 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal