Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/06/2010 - Último Segundo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Bradesco é condenado a pagar R$ 1 milhão a comerciante

Por: Marina Diana

Banco terá de indenizar por danos morais homem acusado de golpe em 1988, mas considerado inocente pela Justiça.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) condenou o banco Bradesco ao pagamento de mais R$ 1 milhão como forma de indenização por danos morais a um comerciante acusado de envolvimento em um golpe ocorrido no banco há mais de 20 anos. Em 1994 o comerciante foi considerado inocente.

O caso aconteceu no período entre 1987 e 1988, nos municípios de Alcântara e Timon, no Maranhão, quando um grupo, por meio de fraude, conseguiu efetuar vários saques no valor de 2,8 milhões de cruzados, moeda em circulação na época. O comerciante Raimundo Astolfo Santos foi acusado de envolvimento no golpe, segundo revela a ação, porque anos antes teria sido subgerente do Bradesco numa das agências onde foram efetuados os saques e, também, por ser primo de um dos envolvidos.

De acordo com informações do STJ, o comerciante relatou, ao apresentar ação de indenização, que por conta da denúncia teve sua loja invadida, foi jogado num camburão da polícia e esbofeteado por policiais na frente dos filhos, da mulher e dos vizinhos. Além disso, seu nome foi amplamente divulgado pela imprensa como um dos envolvidos no escândalo denunciado pelo Bradesco. Ele teria passado por vários constrangimentos, até que, em 1994, sentença do juízo da 3ª Vara Criminal de São Luís o absolveu ao julgar improcedente a denúncia.

Na decisão proferida pelo STJ, a instituição financeira pagará indenização por danos morais e extrapatrimoniais no valor de 2 mil salários mínimos (R$ 1.020.000,00, pelo mínimo atual). Esse valor ainda será corrigido com juros de 0,5% ao mês, a partir de 1987.

Procurada, a assessoria de imprensa do banco afirmou que, “como o assunto encontra-se sub judice, não vai comentar”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 445 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal