Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS



Promoção BLACK WEEK. Até o dia 02/12 valor promocional para o Treinamento sobre Fraudes Crédito e Comércio ! CLIQUE AQUI.


Acompanhe nosso Twitter

08/06/2010 - O Liberal Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Saiba com se prevenir de golpes na hora de comprar carros


Depois de um golpe que lesou clientes de uma concessionária na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, o defensor público Lincoln lamellas dá as dicas de como se prevenir na hora de comprar ou vender carros.

A primeira coisa, ensina ele, é tentar obter informações prévias da idoneidade da empresa ou da pessoa responsável, antes de começar as negociações.

'Você pode perguntar no mercado como ela funciona, verificar site de reclamações de consumidores, ver se há processos no Tribunal de Justiça. São todas informações que você consegue na internet', explica Lincoln.

Contrato deve ser por escrito - O contrato por escrito, tanto para quem compra, quanto para quem vende, ou até para quem deixa um veículo numa loja para ser vendido em consignação, é fundamental. 'Todo contrato deve ser escrito e com sua regras bem específicas. Neste caso dos carros, deve ter o prazo em que a pessoa vai tentar vender o carro e o preço mínimo do carro e o prazo pra devolver, além da identificação da loja contratada, com CNPJ e o CPF do responsável', alerta o defensor.

Uma outra forma de se precaver na hora de vender o carro é pedir da loja um cheque visado. 'Ele é emitido pelo banco e dá para ter a certeza de que aquele cheque tem fundos', diz Lincoln, que avisa ainda: quem está comprando um veículo deve estar atento aos cuidados relativos à documentação, se há multas ou impostos pendentes.

Golpe - O golpe da revendedora de carros, resgistrado na 16ª DP (Barra da Tijuca) já recebeu 23 queixas. As vítimas deixaram o carro para vender na loja, mas de uma hora para outra, o estabelecimento fechou e o dono sumiu.

'Eu vou lutar até o final, vou me arrastar. Não vi um tostão dos R$ 14 mil. Quero um carro ou o dinheiro', disse o professor José Favieri, uma das vítimas.

A Globo também tentou falar com o proprietário da revendedora, mas ele não foi encontrado. O dono da Rally Veículos prestou depoimento na delegacia. Aos policiais ele alegou que pretendia vender a casa onde mora para saldar dívidas. Ele foi indiciado por estelionato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 206 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal