Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/04/2007 - O Norte de Minas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsos engenheiros aplicam golpes em produtores rurais


RIO PARDO DE MINAS – Moradores de comunidades rurais da cidade de Rio Pardo de Minas, Norte de Minas, estão indignados com fraude praticada por falsos engenheiros. Segundo a doméstica Maria do Rosário Pereira Ferreira, no ano passado foi realizado pelas associações de cada comunidade um cadastro dos moradores de Água Boa, Riacho de Areia, Serra Nova e Sobrado.

Entretanto, denuncia que meses depois apareceu no local dois homens que se apresentavam como engenheiros, cobrando uma taxa para que a energia fosse viabilizada.

- Eles chegaram em um carro Gol, com um cartaz da Cemig e uniformizados, como se fossem engenheiros da empresa responsável pelo programa Luz para Todos naquela região. Eles mediram tudo na comunidade, onde iam ficar os postes de luz e até colocaram Piquet. Depois, pediram de R$ 100 a R$ 300 à vista para que a eletrificação fosse estabelecida. Quem tinha dinheiro pagou e, até hoje, nada de energia – relatou a doméstica, afirmando ainda que os homens, conhecidos como Adailton e Evaldo, recebiam o pagamento somente em dinheiro, garantindo que a energia chegaria no máximo até março.

Maria do Rosário veio a Montes Claros representando mais de 100 pessoas que foram lesadas pelos dois falsos engenheiros. Ela trouxe documentos e boletins de ocorrências policiais registrados nas comunidades. E quer o dinheiro de volta:

- Só agora que procuramos a Cemig é que ficamos sabendo que não havia nenhum cadastro. Os homens não voltaram mais lá. Precisamos que algo seja feito e que as pessoas prejudicadas sejam ressarcidas, pois todos são muito pobres – disse emocionada Maria do Rosário.

ANIMAIS E PRODUTOS AGRICOLAS

A doméstica Aparecida Gonçalves Araújo, da comunidade Riacho de Areia, denunciou à polícia que, além do dinheiro exigido pelos falsos engenheiros, eles também cobravam produtos agrícolas e animais como forma de pagamento pelo suposto serviço.

Já o lavrador Nilson Rodrigues Ferreira, denunciou que, no momento em que os homens chegaram à fazenda em que trabalha, exigiam o pagamento de R$ 200 para instalação da energia. Como o lavrador não tinha a quantia cobrada pelos falsos engenheiros, eles exigiram R$ 150. O restante do pagamento foi feito com farinha, mandioca e frangos.

PROGRAMA

O Governo Federal iniciou em 2004 o “Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Energia Elétrica - Luz para Todos”, com o objetivo de levar energia elétrica para a população do meio rural.

O Programa é coordenado pelo Ministério de Minas e Energia com participação da Eletrobrás e de suas empresas controladas. A ligação da energia elétrica até os domicílios é gratuita.

As famílias sem acesso à energia estão majoritariamente nas localidades de menor Índice de Desenvolvimento Humano e nas famílias de baixa renda. Cerca de 90% destas famílias têm renda inferior a três salários-mínimos e 80% estão no meio rural.

Por isso, o objetivo do Programa é levar a energia elétrica a estas comunidades para que elas a utilizem como vetor de desenvolvimento social e econômico, contribuindo para a redução da pobreza e aumento da renda familiar.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 392 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal