Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/06/2010 - Pantanal News / Portal Educação Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Homens são mais propensos a cometer pequenos delitos


O novo estudo diz ter identificado, em linhas gerais, as pessoas mais propensas à delinquência. Quanto menor a idade e maior a extroversão, maior o potencial de se identificar o hábito do shoplifting na pessoa, diz Vicente Egan e David Taylor pesquisadores.

Apesar da definição em inglês, Shoplifting refere-se àquelas pessoas mais propensas a cometer pequenos delitos. Segundo a pesquisa da Universidade de Leicester, ser homem, ter características antissociais e com níveis altos de desorganização são características bastante evidenciadas para cometer delitos.

“A maioria das pesquisas sobre psicologia forense e criminal foca a violência, então nos preocupamos com outros tipos de nuances de personalidade”, diz Vicente Egan.

A pesquisa foi baseada em questionários com mais de 110 pessoas, com idades entre 16 a 80 anos, que completaram as perguntas sem ser identificadas. Foram averiguadas pelos pesquisadores questões sobre personalidades, ideias a respeito de ética e tendências ao shoplifting.

Na conclusão, os dados indicaram que pessoas com maior instabilidade emocional, alto nível de extroversão e traços antissociais também tinham hábitos menos éticos quando o assunto era consumo e não indicavam achar que pequenos roubos praticados eram danosos. Quanto à faixa etária, a tendência é que os mais novos cometem os delitos.

De acordo com o pesquisador, o hábito pode evoluir para fraudes maiores. “Ao entender como isso acontece em um grupo que foca valores menores, mas com maior constância, será possível identificar esse tipo de indivíduo mais prontamente”, diz o pesquisador, que espera que o estudo ajude a ampliar o debate sobre delitos confundidos com a cleptomania, um transtorno psicológico do impulso com contornos diferentes do shoplifting.

“Um ponto interessante apontado na pesquisa é a presença de traços antissociais na personalidade de indivíduos com tendência a cometerem estes pequenos delitos. O indivíduo com traços de personalidade antissocial se caracteriza por comportamentos e condutas consideradas isentas de sensibilidade, desprezo pelas normas sociais e indiferença aos direitos e sentimentos das outras pessoas”, explica a psicóloga Denise Marcon, tutora do Portal Educação.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 157 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal