Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/06/2010 - O Globo Online / BBC Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Sem-teto se finge de doente por 15 anos para ser admitido em hospitais


Autoridades britânicas advertiram judicialmente um sem-teto que se passava por doente para ser internado de graça em diversos hospitais públicos, em diferentes partes do país.

Ao longo de mais de 15 anos, Christopher Dearlove, 41, usou mais de 70 nomes falsos para ser admitido em hospitais de localidades tão distantes quanto Londres, Cambridge, Rochdale, Grimsby e Glasgow (no sul, centro, centro-norte, leste e norte da ilha, respectivamente).

O sem-teto sabia corretamente que sintomas manifestar para ser admitido nas instituições. Ele dizia ser portador de doenças infecciosas para poder ter seu próprio quarto.

Cada internação custou entre 400 e mil libras esterlinas (entre R$ 1 mil e R$ 2,6 mil). Especialistas em fraude estimam que as trapaças de Dearlove tenham custado ao setor público dezenas de milhares de libras.

Como punição, ele foi proibido pela Justiça de Bolton, perto de Manchester, de receber tratamento público a menos que esteja genuinamente doente.

Descoberta

O sem-teto foi desmascarado depois que exames de sangue e raio-X indicaram que a sua saúde não condizia com o estado que ele descrevia.

Em muitos casos, Dearlove se dizia hemofílico e portador de Aids, fingindo ter dores no peito, suar durante a noite e perder peso.

Desconfiados, os administradores do serviço de saúde enviaram para todos os hospitais uma descrição do suposto paciente - incluindo suas tatuagens e características mais particulares - e imagens captadas por câmeras de circuito interno.

"A advertência tem como finalidade prevenir os gastos desnecessários e reduzir os riscos para o sistema público e os pacientes", disse o chefe do escritório de prevenção de fraudes do sistema de saúde público britânico, Richard Hampton.

Se voltar a infringir a lei, o sem-teto pode ser condenado a até cinco anos de prisão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 174 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal