Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

31/05/2010 - Portal 45 Graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende quadrilha de estelionatários, em São José de Ribamar

Por: Udes Filho


Os delegados da delegacia especial de Homicidios, Paulo Márcio Tavares da Silva e Guilherme de Sousa, prenderam, na sexta-feira (28), uma quadrilha de estelionatários, em São José de Ribamar, que aplicava o golpe de empréstimos consignados. Os integrantes da quadrilha tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça pelos crimes de formação de quadrilha, estelionato, falsidade documental e homicídio triplamente qualificado previstos nos artigos 171, 189, 121 e 288 do Código Penal Brasileiro.

Estão presos Jadson Silvina,o "Dilsivan", Renato Silva Lima, o “Doutor”, e Maria Conceição Correa Carvalho pelo planejamento e execução do assassinato de José Ribamar Mendes Filho, o Junior, um dos membros da quadrilha. Inicialmente tratado como homicídio, a Policia Civil provou que se tratou de queima de arquivo no mundo do crime.

O quarteto matou Junior para ficar com dinheiro de um empréstimo fraudulento por ele obtido. O delegado de Homicídios, Paulo Márcio Tavares da Silva,diz que o valor do empréstimo despertou a cobiça dos demais integrantes da quadrilha. O corpo de Junior apareceu em 20 de novembro de 2009, num córrego, no Bairro do Parque Vitória, nas proximidades da Estrada da Maioba.

“Pedimos a prisão dos indiciados porque se permanecessem soltos poderiam criar obstáculos para a adequada apuração do crime”, justificou um dos delegados. Porém, somente Junior tinha os documentos necessários para realizar o saque do empréstimo. Com a posse destes documentos, após a morte de Junior, a quadrilha sacou o dinheiro do empréstimo na boca do caixa.

Nas diligências realizadas na Delegacia de Homicídios, os delegados verificaram que o Junior era responsável pela falsificação dos documentos recebidos de Jadson Silvina. Este tinha a incumbência de recolher os contracheques e outros documentos de pessoas interessadas em fazer empréstimos consignados. Em seguida, passava a documentação para a vitima que falsificava a documentação.

Desta operação participaram a equipe de investigadores da Delegacia de Homicídios em conjunto com a equipe de apoio operacional da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC). Os delegados continuam investigando com intuito de prender outros envolvidos na execução dos crimes. Os nomes dos suspeitos são mantidos em sigilo para não prejudicar o levantamento das informações.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 206 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal