Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

25/05/2010 - Portal 45 Graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ministério Público apura golpe da casa premiada


Um golpe que atingiu, pelo menos, 171 pessoas em todo o País, está sendo investigado pelo Ministério Público de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza. Três quadrilhas, uma delas agindo supostamente de dentro do Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS), estariam enviando mensagens de texto para celulares de pessoas em todo o Brasil sobre uma falsa premiação.

"A pessoa é informada, por meio do celular, de que seu telefone foi premiado com uma casa no valor de 50 mil reais, ou o dinheiro", conta o promotor de Justiça Francisco Marinho.

Depósitos

Para receber o "prêmio", a vítima tem que depositar um valor em dinheiro na conta dos envolvidos e aí o golpe começa a ganhar volume. "Há o caso de uma pessoa, em Minas Gerais, que chegou a depositar R$ 10 mil. Primeiro depositou R$1,6 mil, depois mais R$1,5 mil, em seguida, mais R$1,5 mil. E assim em diante. Foram dez depósitos em nove contatos telefônicos. E nada do prêmio. Até descobrir que estava sendo vítima de uma fraude", relata Francisco Marinho.

Desde que começou a investigar o "Golpe da Casa Sorteada", Marinho já identificou 54 vítimas no Ceará, 73 no Pará, oito no Piauí, 11 no Rio Grande do Norte, quatro em Alagoas, sete no Amazonas, três em Pernambuco, quatro no Maranhão, uma no Mato Grosso, uma na Paraíba, duas em Minas Gerais, uma em São Paulo e duas em Santa Catarina.

"A primeira denúncia surgiu de uma pessoa que foi vítima no Rio Grande do Norte. Depois disso, já detectamos, pelo menos, 1.200 ligações telefônicas para este golpe".

No decorrer das investigações, Marinho já solicitou a quebra do sigilo bancário de algumas pessoas - que ele prefere ainda resguardar as identidades - e alguns sigilos telefônicos. "Quatro contas estão bloqueadas, uma delas, de uma pessoa idônea, de nome César, que foi vítima de outra. O César emprestou sua conta para um amigo e este usou de má-fé, utilizando a conta para receber dinheiro proveniente da prática do crime. A mesma conta foi repassada para uma terceira pessoa, que foi assassinada. Não sabemos se houve ligação com os golpes", ressalta o promotor de Aquiraz. Há ainda as contas de uma mulher e de outro homem que estão bloqueadas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 208 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal