Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

21/05/2010 - O Pioneiro Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

FAS descarta possibilidade de fraude


Segundo a presidente da FAS, Maria de Lurdes Grison, no início do Cadastro Único, que é uma lista de pessoas que participam de diversos programas sociais, foram feitos cadastros aleatórios para benefícios:

– Foram feitos em 2002 e 2003, utilizando a base de dados do SUS (Sistema Único de Saúde). Qualquer cidadão pode estar cadastrado no SUS, sem se enquadrar nos critérios de renda de programas sociais. Como isso foi feito na administração passada, não sei precisar o porquê de terem sido incluídas – diz.

Conforme Maria de Lurdes, quando o governo José Ivo Sartori (PMDB) assumiu, em 2005, existiam 60 mil nomes no Cadastro Único. Atualmente, 8,5 mil famílias recebem o dinheiro do Bolsa Família.

– Como cada família tem um cadastro, isso significaria que 240 mil pessoas de Caxias estariam incluídas em programas sociais. Ou seja, metade da cidade, o que é um absurdo. Desde que assumimos, revisamos 27 mil cadastros, sendo que cinco mil foram excluídos porque não se encaixavam no perfil – expõe.

Conforme ela, a FAS solicitou ao governo federal a exclusão dessas pessoas que nunca atualizaram o cadastro ou reclamaram o benefício. Mas isso não foi aceito porque, para a exclusão, a fundação deveria visitar todas as famílias e comprovar que elas não precisavam estar cadastradas. Mas não havia pessoal suficiente para a tarefa.

A presidente garante que ninguém recebeu dinheiro em nome dessas pessoas. Para isso, o cadastro deveria ter sido atualizado anualmente e a renda, inferior a R$ 140 mensais por pessoa, comprovada. Segundo ela, não é possível que pessoas de má-fé que receberam a carta se recadastrem e tenham o benefício sem necessidade. O cadastro atualmente exige uma série de detalhes, que não eram solicitados. A FAS cruza dados com o Ministério do Trabalho, para checar informações sobre renda.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 171 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal