Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/05/2007 - Gazeta de Limeira Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Homem leva Palio para instalar som e golpista fica com o carro


Um novo golpe aplicado em Limeira exige atenção redobrada e até novas medidas para identificação de proprietários que deixam seus automóveis em estabelecimentos comerciais para colocar aparelhos de som, lavagem ou qualquer outro serviço. O dono entrega o veículo, um golpista liga se passando por proprietário e acaba cometendo o estelionato.
Foi exatamente isso que aconteceu com o motorista E.B.R, morador do Olindo de Luca. No dia 9 de março ele deixou seu automóvel Palio, ano 99 (placa CPC 1526), para instalar um alto-falante na Procar Som, situada no Jardim Vista Alegre, que pertence ao comerciante G.Q.M.
Ao buscar o carro no horário combinado com um funcionário, foi informado que o veículo já havia sido entregue a um desconhecido. Segundo o dono do estabelecimento, uma pessoa ligou para a sua mulher e se identificou como o “proprietário do Palio” e disse que precisava do carro com urgência para levar um familiar que estava passando mal fazer hemodiálise. “É caso de vida ou morte”, enfatizou o golpista. G. levou o carro na frente de uma padaria próxima ao estabelecimento, como o estelionatário havia solicitado, e entregou o carro.
Ao buscar o automóvel no final da tarde, o verdadeiro dono foi surpreendido com a notícia. “Fiquei em choque. Afinal tinha pago apenas duas prestações e não tinha seguro”, contou E. emocionado.
Ele registrou Boletim de Ocorrência (BO) e exigiu que o dono do estabelecimento cobrisse o prejuízo. “Tenho três filhos, faz dois meses que estou tentanto resolver esse problema, mas não fui ressarcido. Estou usando o carro emprestado do meu patrão e já paguei outra parcela sem ter o meu Palio”, desabafou.
Já o proprietário do estabelecimento alega que também foi vítima do golpe e vai aguardar decisão judicial. No entanto, ele informou que está adotando novos critérios para identificar o dono que deixa o veículo em seu estabelecimento. “Além disso não estamos mais entregando o carro. O proprietário tem que buscar aqui”, declarou.
RESPONSABILIDADE
O caso foi encaminhado ao Distrito Policial e, segundo a delegada Andrea Rachid Arnosti Pavan, que ontem estava de plantão, o episódio deve servir de alerta para todas as pessoas que oferecem este tipo de serviço. “É preciso que haja mais cautela para identificar o dono do automóvel”.
O advogado Sérgio de Oliveira Silva Júnior, que leciona na Unimep, Unar e na Central Preparatória de Estudos Jurídico (CPEJ), explicou que, com base no Código Civil, o proprietário do estabelecimento responderá na Vara Cível pelo caso. Segundo ele, a situação enquadra-se em contratação de serviço e depósito de bem. “Apesar de ter sofrido um golpe, houve negligência. É responsabilidade do dono do estabelecimento devolver o carro em perfeitas condições”, esclareceu.
ALERTA
O especialista também enfatizou que o caso deve servir de alerta e evidencia a necessidade de exigir documentos e realizar cadastros nestes locais. Segundo ele, recentemente um dono de estacionamento de veículos foi lesado em situação semelhante. Um golpista, bem vestido e acompanhando com o suposto “pai”, disse que iria “testar” um Golf que estava interessado em adquirir e desapareceu. “Essa prática é comum, mas é preciso mais cautela, pois os bandidos estão cada vez mais ousados”, afirmou.
A reportagem da Gazeta também entrevistou uma jovem de 22 anos que deixou um veículo em um posto para lavar e foi furtado por um ladrão que se passou por seu irmão. “É um absurdo os estabelecimentos deixarem que isso aconteça com tantos golpes que estão sendo aplicados. A sorte é que eu tinha seguro”, declarou. (ESS)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 420 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal