Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/05/2010 - Diário de Marília Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Consequência da impunidade


Na semana passada, pela primeira vez na história desde a promulgação da Constituição em 1988, um político com mandato foi condenado pelo Superior Tribunal Federal (STF), única instância capaz de julgar deputados federais devido à prerrogativa do foro privilegiado.

Um avanço, mas falta muito, devido ao atraso que se acumula ao longo de décadas em que se encontra a aplicação da legalidade neste país.

A falta de punição a políticos envolvidos em casos de corrupção e outros ajuda a perpetuar na administração pública os casos de improbidade e até crimes mais graves que afetam diretamente à vida.

Não são raros os casos de políticos envolvidos em crimes que se arrastam anos até o julgamento, que na maioria das vezes inocenta devido a prescrição da punitiva.

E são casos de impunidade que geram cada vez mais violência, seja física ou moral.

A consequência da falta de punição descamba para atitudes como a do deputado Abelardo Camarinha, que ofendeu usando os microfones da rádio um servidor municipal portador de necessidade física especial simplesmente pelo fato de serem opositores na política.

Assim, a impunidade mais que gerar mais violência permite que sob o manto do privilégio gente trabalhadora seja ofendida publicamente por aqueles que deveriam zelar pelos bons costumes, por aqueles que são os responsáveis pela elaboração das leis. Um preconceito lamentável, inadmissível por parte de quem quer que for.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 200 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal