Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

19/05/2010 - Correio Braziliense Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Denúncia de fraudes na Previdência leva a tapas e fraudes em Planaltina

Por: Victor Martins


As fraudes no fundo de previdência e nas contas da prefeitura de Planaltina de Goiás, denunciadas pelo Correio em 25 de abril, descambaram para violência e ameaças. O presidente da seguridade social local, Benedito Castro da Rocha, agrediu a tesoureira Josiane Tomaz de Oliveira Lima. Ele teria golpeado o rosto dela e a jogado sob uma mesa. A explosão de fúria e descontrole ocorreu depois de a mulher se recusar a assinar balancetes falsos. Os documentos forjados tinham o objetivo de contestar as informações de desvio de dinheiro das contribuições para a aposentaria dos servidores do município. O prefeito, que está sob investigação do Ministério Público, foi parar na delegacia da cidade.

Planaltina é um entre centenas de municípios com regimes previdenciários próprios envolvidos em irregularidades. Segundo Josiane, o rombo no sistema está em cerca de R$ 4 milhões. “Ele forjou o balancete para maquiar desvios de verbas. Como eu era a tesoureira, tinha de assinar novamente os documentos falsos, mas eu me neguei”, contou Josiane. “Ele se alterou e me deu um tapa no rosto. Depois, me jogou sobre a mesa, caí em cima de um copo de vidro”, relatou.

A tesoureira conta que o desespero tomou conta da cúpula de Planaltina de Goiás em 25 de abril. “Depois da reportagem do Correio, os ânimos ficaram exaltados. Eles ficaram com medo da repercussão e fizeram de tudo para forjar provas, para encobrir o que estavam fazendo. Eu me neguei a participar porque eu só iria me prejudicar”, denunciou. Diante do caos tomou conta da cidade, o prefeito, José Olinto Neto (PSC-GO), refugiou-se em Goiânia. Desde segunda-feira, o vereador Ivonil Alcides Xavier (PRTB-GO) tenta convocá-lo para uma audiência. A Justiça deve decidir se aceita o pedido de afastamento proposto pelo Ministério Público e aguarda a defesa do mandatário de Planaltina.

Memória
Irregularidades generalizadas

Dados coletados pelo Correio mostram que, de todos os fundos previdenciários das capitais brasileiras, cerca de 80% estão em situação irregular. O Ministério da Previdência aponta para problemas de transparência na contabilidade dessas entidades, desequilíbrios financeiros e desaparecimento de contribuições trabalhistas. No caso de Planaltina de Goiás, uma farra de cheques está mal explicada. O fundo que deveria garantir a aposentadoria dos servidores da cidade apontou, em uma primeira auditoria, rombo de R$ 3 milhões. Na região conhecida como Entorno do Distrito Federal, apenas um fundo de previdência está com as contas regulares: o de Padre Bernardo. Apesar de todos esses problemas, o mistério não tem uma estimativa do total de desvios de recursos praticados pelos regimes previdenciários de estados e municípios.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 369 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal