Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/04/2007 - Jornal da Cidade de Bauru Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Segredo do hacker é saber enganar

Por: Rodrigo Ferrari


A visão bastante difundida na sociedade, segundo a qual os criminosos eletrônicos são pessoas com conhecimento extremamente avançado em informática, pode estar errada. De acordo com especialistas da área de computação, o segredo dos crackers e hackers não reside em dominar todas as ferramentas da Internet, mas sim em conhecer a arte de enganar o próximo.

Segundo um hacker bauruense - que por motivos óbvios preferiu não se identificar -, o sucesso de uma fraude virtual depende, basicamente, do criminoso saber conquistar a confiança da vítima. “É tudo uma questão de engenharia social, ou seja, de você conhecer os canais de comunicação utilizados pela pessoa visada, para depois revertê-los a seu favor”, diz ele. Uma técnica bastante utilizada pelos crackers, de acordo com ele, é a de se passar por mulher em sites de bate-papo.

“Discretamente, você finge que está interessado na pessoa. Depois, você passa a enviar fotos obtidas pela Internet, umas cinco, pelo menos, para que a vítima acredite estar conversando com uma mulher de verdade.

Em determinado ponto, a pessoa estará tão confiante que baixará todas as guardas. Basta que você diga: ‘Olha, tenho um videozinho aqui comigo, quer que eu te mande?’ A vítima estará curiosa e aceitará um ‘trojan’ sem pestanejar”, descreve.

Para o advogado bauruense José Antônio Milagre, especialista em direito eletrônico, a falta de conhecimento técnico dos usuários de Internet colabora para a proliferação das fraudes virtuais.

“Existe muito despreparo entre as pessoas que utilizam a rede de computadores. Os descuidos são absurdos: gente que acessa conta bancária por meio de lan houses, pessoas que clicam em links enviados por estranhos. A colaboração da vítima é essencial para que os crimes virtuais ocorram. Por mais que as empresas invistam para tornar seus sistemas seguros, não há proteção que resista à ignorância humana”, acredita.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 396 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal