Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/04/2007 - Correio Braziliense Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF prende quadrilha que vendia vagas em universidades


A Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira a Operação Vaga Certa, para combater um esquema de venda de vagas em universidades públicas e particulares nos Estados do Rio de Janeiro e do Ceará. De acordo com a PF, 50 policiais federais estão cumprindo mandados de prisão e de busca e apreensão. Quatro pessoas já foram presas no Ceará e outras cinco estão sendo procuradas. A quadrilha contava com a participação dos chamados "pilotos", jovens universitários que faziam as provas dos vestibulares no lugar dos verdadeiros candidatos. Eles recebiam R$ 6 mil por cada aprovação.

Além disso, o grupo ainda comercializava a venda de direito de transferência de universitários aprovados em instituições particulares para universidades federais e estaduais. Por cada uma dessas vagas, a quadrilha recebia entre R$ 25 mil e R$ 70 mil, dependendo do curso e da instituição escolhidos.

A existência da organização criminosa foi comprovada pela prática reiterada de diversos crimes, como fraudes, utilização de identidades e de documentos falsos, falsificações de documentos, vantagem econômica, entre outros. A polícia também comprovou as ações da quadrilha por conta da organização hierárquica e da distribuição de tarefas entre os integrantes do grupo.

Entre os procurados está Olavo Viera, apontado pela PF como líder da quadrilha. De acordo com a polícia, ele estaria em Gramado, no Rio Grande do Sul, e prometeu se apresentar ainda nesta segunda-feira. Os nomes dos demais presos ainda não foram divulgados. Eram fraudados concursos vestibulares no Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Ceará e Minas Gerais.

Na capital cearense, a operação ocorreu desde as primeiras horas desta segunda e contou com a participação de agentes do Rio de Janeiro com mandados de busca e apreensão. Há uma semana, a PF trabalhava de forma sigilosa em Fortaleza. No Rio, foram detidas duas pessoas. Os presos vão responder pelos crimes de fraude, utilização de documentos falsos, vantagem econômica, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 377 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal