Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/05/2010 - Portal Exame Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Saiba como prevenir fraudes na empresa

Por: Luciana Carvalho

Sócio da rede KPMG lista as atitudes que uma empresa deve tomar para evitar falcatruas

São Paulo - A corrupção não ocorre somente no universo da política. Empresas também podem ser alvo de fraudes e pessoas desonestas. Uma pesquisa da consultoria KPMG aponta que 70% das companhias já sofreram algum tipo de fraude nos últimos dois anos.

O estudo, realizado com mais de 1.000 companhias, principalmente do setor industrial, revela que 61% das irregularidades eram cometidas por funcionários. Homens de 26 a 40 anos de idade foram a maioria. Dentre as irregularidades apontadas, as principais foram falsificação de cheques e documentos (29%), roubo de ativos (25%), notas fiscais frias (14%) e contas de despesas (viagem, refeição, hospedagem) irregulares.

O estudo aponta, ainda, que somente 25% dos casos foram descobertos por meio de controles internos das empresas. A maior parte foi denunciada por auditorias externas ou informações anônimas. Para Werner Scharrer, sócio da KPMG no Brasil, as companhias têm consciência de que é preciso tomar providências para evitar fraudes, mas ainda estão vulneráveis. Ele dá algumas dicas sobre como proteger a empresa de falcatruas:

- Conheça o funcionário antes de contratar. Não é preciso saber todo seu histórico pessoal, mas é preciso pesquisar os empregos anteriores, ver referências, motivos de demissões e até, se for o caso, antecedentes criminais do empregado. "Muitos funcionários demitidos por fraude em uma empresa, por falta de investigação, são empregados novamente, onde fazem a mesma coisa", alerta Scharrer.

- Tenha um código de ética e pratique-o. Muitas empresas podem até possuir um código de ética, mas nem sempre cumprem suas próprias regras. É preciso que todos os membros da companhia conheçam o código e se enquadrem nele. A empresa precisa ser transparente, correta e levar as regras internas a sério, para não abrir espaço para possíveis deslizes de honestidade.

- Analise os documentos com atenção. Não adianta só dar uma olhada rápida; cada documento deve ser lido para não facilitar falsificações. Informatizar os setores que controlam dados mais burocráticos, como pagamentos, endereços, notas fiscais, informações de funcionários, etc, pode ajudar na tarefa de controlar a movimentação de recursos dentro da empresa.

- Tenha sempre "um pé atrás". Confiança é importante, mas não se deixe cegar por ela. Não importa se o funcionário está na empresa há anos e aparenta ser honesto, não deixe de fiscalizar o serviço que ele presta. "As fraudes começam depois de dois ou três anos em que o funcionário está na empresa. Ele começa a cometer delitos, quando os chefes passam a confiar e deixam de fiscalizar o trabalho", avisa Scharrer.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 180 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal