Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/05/2010 - cidadeverde.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF prende bando que cobrava 20 mil e dava gabarito de prova por celular

Por: Pollyanna Carvalho

OPERAÇÃO SAVANA: Polícia Federal desbaratou quadrilha que vendia gabaritos de concursos públicos no Piauí.

O Delegado Regional de combate ao crime organizado, Janderlyer Gomes, informou na tarde de hoje (14), durante entrevista coletiva, na sede da Polícia Federal, que candidatos pagaram a quantia de R$ 20 mil pelo gabarito do concurso público para o cargo de técnico administrativo da Fundação Municipal de Saúde.

A operação Savana, deflagrada pela Polícia Federal, seccional Piauí, desbaratou, nesta sexta-feira, uma quadrilha de 17 integrantes acusados de tentativa e fraude de Concurso Público.

“Pelo menos nove pessoas solicitaram gabaritos ao preço unitário de R$ 20 mil para o concurso de técnico administrativo da FMS, realizado recentemente”, informou Janderlyer. Um dos clientes deu uma moto como parte do pagamento. O veículo foi apreendido pela PF.

Na manhã de hoje, foram ouvidas oito pessoas identificadas como sendo chefes da quadrilha. No depoimento foram elucidadas as formas de atuação do grupo. “Eles fraudavam de duas formas: uma delas é através de ponto eletrônico (no ouvido do candidato). A outra forma eles recrutavam de 10 a 15 pessoas para fazerem a prova. Cada um dos candidatos ficavam encarregados de retirar uma folha da prova. Eles saiam logo após o início da prova, entregavam o material para outras duas pessoas que respondiam as questões e que enviavam as respostas através de mensagens de texto”, disse Janderlyer Gomes.

Segundo a Polícia Federal, a atuação da quadrilha pode ser classificada como amadora. “A atuação era apenas local. Eram envolvidas neste esquema pessoas da família dos integrantes da quadrilha. Estamos investigando este grupo desde o início de 2010, mas suspeitamos que sua atuação tenha se iniciado no ano passado”, informou Janderlyer Gomes.

A operação foi intitulada de Savana, visto que as investigações foram iniciadas através de denúncias de fraude do último concurso realizado para a Receita Federal no Piauí (o símbolo da Receita é o Leão, que vive na savana). Outras fraudes foram detectadas nos concursos para técnico administrativo do Cefet (Centro Federal de Educação Tecnológica), Coren (Conselho Regional de Enfermagem do Piauí), soldado para a Polícia Militar e Enem (Exame Nacional de Ensino Médio).

Os componentes da quadrilha estão sendo indiciados por formação de quadrilha e bando, falsidade ideológica e documental (eles também são acusados de vender certidões de conclusão de ensino superior e médio) e estelionato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 275 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal