Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/05/2010 - Jornal de Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Padre acusado de fraude e peculato foi absolvido

Por: Margarida Luzio


Um pároco de Vila Pouca de Aguiar foi absolvido, anteontem, quarta-feira, dos crimes de fraude na obtenção de subsídio e peculato. Não ficou provado que tivesse recebido verbas indevidas da Segurança Social (SS) e do Ministério da Educação (ME). "Fez-se justiça", afirmou.

Sebastião Esteves, de 78 anos, director de um centro paroquial com o seu nome, e uma funcionária (também absolvida), que partilhava com o pároco a direcção daquela instituição, estavam acusados de receber indevidamente subsídios da SS e do ME, em 2002 e 2003. No protocolo firmado com as duas instituições, o pároco assumiria que a instituição que presidia tinha a seu cargo 80 crianças em regime de ATL e outras tantas na creche. No entanto, segundo a acusação, que teria por base uma inspecção da SS, as duas valências não seriam frequentadas por mais de 20 crianças.

O pároco estava ainda acusado de ter indicado que a sua colega de direcção era educadora de infância, recebendo do ME um complemento por isso, quando seria apenas auxiliar de acção educativa. A SS e o ME exigiam, por isso, a devolução de cerca de 500 mil euros.

O colectivo de juízes não deu como provado o crime de fraude na obtenção de subsídio. Por provar ficou igualmente a acusação de peculato. Considerou que os cheques que a funcionária, com o conhecimento do padre, depositou em seu nome, foram um "empréstimo", visto que as quantias foram devolvidas à instituição.

"A verdade veio ao de cima. Eu não cometi crime nenhum", disse o pároco.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 216 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal