Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/05/2010 - O Dia Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Estelionatário dá golpe na Receita

Por: Leslie Leitão

Bandido ‘cria’ trabalhador para obter R$ 46 mil em devolução do IR.

Rio - A caçada ao estelionatário Alexandre Pereira dos Santos Godoy, 32 anos, acabou ontem em seu apartamento na Avenida Genaro Carvalho 3.101, no Recreio. Especialista em clonagem e confecção de cartões de crédito, falsificação de CPFs, carteiras de trabalho e identidades, ele criou falso cidadão, que declarou imposto de renda e tinha R$ 46.806,16 de restituição a receber.

Toda a documentação, inclusive seu imposto de renda deste ano, foi encontrada no imóvel do golpista, preso perto do Maracanã. A declaração de pessoa física foi feita em nome de um falso Alexandre Santos Godoy, com o CPF 061.114.117-56.

No site da Receita Federal, ontem, a situação do ‘personagem’ constava como regular. “É um CPF ideologicamente falso, mas materialmente bom, já que ele existe. O problema é que o proprietário dele foi inventado”, explicou um dos investigadores.

Para criar o novo CPF, o estelionatário inventou um contracheque como se fosse diretor de um laboratório em São João de Meriti. Na declaração, é indicada até conta corrente para o depósito da restituição.

No apartamento de Alexandre, no Recreio, havia uma ‘fábrica’ de cartões de crédito, com máquina de imprimir em alto relevo, scanner, dois laptops, magnetizador para tarjas magnéticas, máquina para copiar dados, xerox, impressora, fax e 29 cartões em nomes de pessoas diferentes — uma delas é a filha do bandido, de 7 anos. O falsário já fora preso por homicídio e autuado por apresentar falsa carteira de policial civil.

LISTA DE ENCOMENDA

A polícia vai investigar esses 29 nomes e mais 450 que constavam em ‘lista de encomenda’ de 400 identidades e 50 CPFs falsos. “Queremos saber se alguém nesses estabelecimentos comerciais onde a quadrilha atuava têm relação com o esquema. Vamos chamar as pessoas, cujos nomes aparecem nos documentos, para depor”, afirmou a diretora da Polinter, delegada Roberta Carvalho.

A gerente de agência bancária já está na mira: é suspeita de conivência com o bando de Alexandre, que aplicaria golpe de R$ 80 mil em cliente dela.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 415 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal