Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

15/02/2010 - UOL Notícias / El Pais Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Milionária chinesa é vítima de golpe milionário dado por amante falsário

Por: José Reinoso

O namorado de Nina Wang, a mulher mais rica da Ásia, fica sem herança ao descobrirem que ele falsificou o testamento da ricaça .

Sexo, dinheiro e feng shui (a arte chinesa de harmonização dos ambientes). E, como cenário, a sempre glamourosa Hong Kong. O coquetel não poderia ser mais atraente. A ex-colônia britânica se viu sacudida nos últimos meses por um dos escândalos mais seguidos do território, e que alcançou seu ápice esta semana. Seus protagonistas: Nina Wang, que chegou a ser a mulher mais rica da Ásia antes de seu falecimento em 2007, aos 69 anos, e Tony Chan, seu amante e especialista em feng shui.

Os tribunais rejeitaram na terça-feira passada as reclamações de Chan, de 50 anos, pela multimilionária herança deixada por Wang, ao determinar que o testamento que ele apresentou, datado de 2006 e no qual aparecia como herdeiro, é falso. As propriedades de Wang, que chegam a vários bilhões de euros, irão para as mãos de sua fundação beneficente, como solicitava a família da falecida.

“O tribunal comprovou que o testamento de 2006 não foi assinado por Nina”, diz a sentença redigida pelo juiz Lam Man-hon. O magistrado reconheceu que Wang e Chan haviam tido uma relação íntima, mas assegurou que o tribunal não acreditava que “a relação foi tal que Nina estivesse disposta a deixar-lhe todas as suas propriedades, independentemente de seus outros compromissos e responsabilidades”. “Dar-lhe presentes e inclusive grandes somas em dinheiro quando ele a fazia feliz é uma coisa, transformá-lo em único herdeiro é outra muito diferente.”

Wang, conhecida por seu caráter excêntrico, suas tranças infantis e suas minissaias, era dona do grupo Chinachem – a maior companhia imobiliária privada de Hong Kong – e era uma das personalidades mais populares da ex-colônia. Sua morte por câncer em abril de 2007 desencadeou uma amarga batalha pela herança, que gerou expectativas nesta cidade sempre envolvida com o luxo e os escândalos da alta sociedade.

Depois de sua morte, Tony Chan revelou a existência de um testamento no qual supostamente ela lhe deixava todas suas posses, contradizendo o documento redigido em 2002 no qual Wang nomeava como herdeira sua fundação beneficente, ligada ao grupo Chinachem.

O currículo do amante falsificador acrescenta ainda mais pimenta ao folhetim. Sua trajetória é a de um boa-vida que saltou de um trabalho a outro em busca de fortuna. Foi camareiro, vendedor de maquinário e exportador de componentes de computadores. Mas foi seu papel como mestre de feng shui, a prática chinesa de organizar objetos e espaços para manter a saúde e a fortuna em harmonia com a natureza e o fluxo de energia, que representou um papel fundamental na formação do casal. Chan contou em juízo que em 1992 aconselhou Wang que perfurasse os terrenos de sua companhia para melhorar sua sorte. Também utilizou o feng shui para tentar frear sua doença.

A chamada batalha dos testamentos ofereceu ao povo de Hong Kong uma boa variedade de detalhes íntimos de uma das famílias mais influentes desta cidade obcecada pelo dinheiro. O ambicioso amante relatou detalhes de suas aventuras amorosas com a milionária. Testemunhou que eles se encontraram até mesmo quando sua própria esposa estava grávida de seu filho mais velho. Disse que se amavam de verdade e passavam o tempo cozinhando, brincando com helicópteros de aeromodelismo e praticando feng shui. E assegurou que Wang o chamava de “marido”. Segundo seus advogados, deixou-lhe como recordação duas de suas tranças.

Nina Wang, conhecida como Little Sweetie por seu penteado e o estilo infantil das roupas que utilizava, vivia com frugalidade, mas presenteou grandes somas em dinheiro a Chan, a quem o tribunal assegura que não é mais do que um adulador conspirador que falsificou com “muita habilidade” a assinatura de sua protetora com o objetivo de conquistar seu império.

A fortuna não chegou facilmente a Little Sweetie. Ela a herdou em 2005 de seu marido, Teddy Wang, depois de uma batalha de oito anos nos tribunais com seu sogro nonagenário, cheia de acusações de adultério e assassinato. Teddy Wang foi sequestrado em 1990 e, apesar de sua família ter pago US$ 33 milhões (R$ 61 milhões) de resgate, ele nunca foi liberado, nem seu corpo foi encontrado. Em 1999, os juízes o declararam morto.

Em 2007, a revista Forbes colocou Nina Wang no 204º lugar da lista das pessoas mais ricas do mundo, com uma fortuna estimada em US$ 4,2 bilhões (R$ 7,7 bilhões). Mas é difícil saber quanto vale seu império atualmente, já que o grupo Chinachem é privado. Algumas informações asseguram que alcança os US$ 13 bilhões (R$ 24 bilhões).

Chan declarou que apelará da sentença. Mas antes terá que enfrentar seus próprios problemas judiciais. A polícia registrou sua casa, confiscou computadores e documentos , e o levou preso por suposta falsificação de documentos (ainda que na sexta-feira tenha sido posto em liberdade sob fiança), um delito punido em Hong Kong com uma pena de até 14 anos de prisão. A casa do antigo camareiro, situada em uma das áreas mais exclusivas da ilha, está estimada em mais de 20 milhões de euros (R$ 50,8 milhões). A imprensa da ex-colônia publicou esta semana que o departamento de impostos poderia multar Chan em 300 milhões de dólares de Hong Kong (R$ 71 milhões) por não ter declarado as somas (cerca de 200 milhões de euros, ou R$ 508 milhões) que Wang lhe pagou por seus serviços de especialista em feng shui.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 221 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal