Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/04/2007 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Seguro cobre roubos de senhas e dados bancários

Por: Aline Gusmão


Empresas que fazem transações on-line contam agora com um novo tipo de seguro para evitar os riscos eletrônicos, também conhecidos como cyber risks.

Já em vigor nos Estados Unidos e na Europa, o sistema foi regulamentado pela Susep (Superintendência de Seguros Privados) no Brasil.

Perdas causadas pelas ações de hackers que adulteram o conteúdo de um site e interrompem o oferecimento de serviços de compra e venda ou que obtêm informações como senhas de bancos, por exemplo, serão cobertas pelo seguro.

Números
De acordo com pesquisa do Cert.br (Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil), o índice de fraudes digitais, ou seja, de roubo de dados pessoais e bancários, cresceu 53% em 2006, o que denota falhas na infra-estrutura de segurança estabelecida pelas organizações e instituições financeiras do país.

Em relação aos problemas de segurança como um todo, no ano passado houve um aumento de 191% em incidentes, passando de 68 mil em 2005 para mais de 197 mil em 2006.

Sendo assim, as fraudes correspondem a 21% do total de incidentes, onde entram a perda por informações em ataques em que um usuário é levado a uma página falsa de um banco, por exemplo, fornecendo dados que são usados depois por fraudadores, ou mesmo por invasores que roubam informações em computadores pessoais.

No primeiro trimestre deste ano as tentativas de fraude permaneceram estáveis se comparadas ao trimestre anterior, representando 13% do total. Contudo, em relação ao mesmo período do ano passado, caiu 36%.

“Esses ataques estão explorando vulnerabilidades em aplicações e, em alguns casos, visam a hospedagem de programas maliciosos utilizados em fraudes ou de páginas falsas de instituições financeiras. Instalar um código malicioso em uma página web de grande visibilidade pode afetar um grande número de usuários de internet”, diz a analista de segurança do Cert.br, Cristine Hoepers.

As instiuições financeiras investem R$ 1,2 bilhão anualmente em mecanismos para evitar fraude eletrônica, de acordo com a Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

Mais informações
A assessoria de imprensa da Susep não forneceu mais detalhes sobre o seguro. Outras informações pelo site www.susep.gov.br ou pelo telefone 0800-218484.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 428 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal