Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/05/2010 - Zero Hora Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Arruda depõe sobre fraude no painel do Senado

À PF, ex-governador distrital detalhou ontem sua participação em escândalo ocorrido em 2001.

O ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda voltou a depor à Polícia Federal (PF) ontem. Desta vez, o tema das perguntas dos agentes não foi o mensalão do DEM, mas sim a quebra do sigilo do painel de votação do Senado, em 2001.

Arruda afirmou que o dano maior ao Senado não foi a irregularidade da qual ele é acusado, mas o fato de as votações serem secretas.

– O verdadeiro dano a uma casa legislativa é esconder os votos dos representantes eleitos pela população – disse ele.

Ele e outras quatro pessoas respondem a uma ação de improbidade administrativa pela quebra do sigilo da votação da cassação do senador Luiz Estevão (PMDB-DF). Arruda, que também era senador, e o já falecido Antonio Carlos Magalhães (DEM-BA), tiveram que renunciar para não serem cassados. Na ocasião, Arruda primeiro jurou por seus filhos que não tinha participação no caso. Ao ser desmentido, chorou ao discursar no plenário.

O depoimento foi a primeira aparição pública do ex-governador depois que saiu da prisão. Ele ficou dois meses preso, por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ), porque tentou subornar uma testemunha do mensalão do DEM. Trata-se de um esquema de compra de apoio de deputados.

Ao sair do depoimento, o ex-governador não quis falar sobre o escândalo de corrupção no DF. Sobre a quebra de sigilo do painel, Arruda afirmou em seu depoimento que recebeu, sem pedir, um envelope pardo da diretora do Secretaria Especial de Informática (Prodasen) do Senado, Regina Célia, e que deveria entregá-lo a Magalhães. Ele disse, então, que decidiu abrir o envelope antes de repassar ao colega e constatou que se tratava de “possível lista de votação”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 193 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal