Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

04/05/2010 - Olhar Direto Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

CGU e PF apuram 'rombo' milionário nos cofres de prefeitura do Estado

Por: Marcos Coutinho e Thalita Araújo


A Polícia Federal (PF) e a Controladoria Geral da União (CGU) estão realizando uma verdadeira devassa nas contas da prefeitura de Paranatinga, na gestão de Carlinhos Nascimento (PMDB), nome bastante ligado ao presidente regional da sigla, Carlos Bezerra. Segundo fontes da PF, de um total de 28 milhões de reais repassados para aquele município, constatou-se a correta aplicação de 30% do montante, ou seja, por volta de 8,4 milhões.

Os recursos teriam sido repassadas ao município através da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Já está comprovado o desvio de pelo menos 5 milhões de reais, dos quais 4,13 milhões em supostos projetos de água e esgoto, e mais pelo menos 700 mil no projeto de um mini estádio.

A PF já vem investigando desvios da Funasa em seis estados. No dia 7 de abril foi deflagrada a Operação Hygeia, para combater fraudes nas licitações e contratos feitos pela Fundação e apurar crimes de formação de quadrilha, estelionato, fraude em licitações, apropriação indébita, lavagem de dinheiro, peculato, corrupção ativa e passiva, prevaricação.

As investigações culminaram na prisão de três assessores do deputado federal Carlos Bezerra (PMDB): o secretário-geral do PMDB, Rafael Bastos, o tesoureiro da Executiva estadual, Carlos Miranda e, ainda, José Luis Bezerra, sobrinho do parlamentar, tiveram a prisão decretada pela Justiça.

Ao todo, foram expedidos 35 mandados de prisão. As pessoas presas são acusadas de desviar R$ 51 milhões da Funasa. A PF já divulgou que deve indiciar 46 pessoas no inquérito.

Segundo as mesmas fontes, o ex-prefeito Carlinhos deixou de repassar os recursos para complementações financeiras para ONGs e indígenas daquela região. “Nos últimos 4 meses os recursos não foram repassados e o dinheiro desapareceu”, afirmou.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 266 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal