Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS



Promoção BLACK WEEK. Até o dia 02/12 valor promocional para o Treinamento sobre Fraudes Crédito e Comércio ! CLIQUE AQUI.


Acompanhe nosso Twitter

03/05/2010 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vítima conta como agia suspeito de oferecer falso emprego em Paris

Pelo menos sete vítimas do golpe procuraram a polícia de SP. Homem de 42 anos suspeito do crime foi preso nesta segunda.

Uma das vítimas do golpe conta como agia o homem que oferecia emprego de pedreiro e eletricista em Paris, capital da França. O suspeito foi preso nesta segunda-feira (3), na Zona Sul da capital paulista. O estelionatário alugava salas comerciais em prédios de luxo de São Paulo para convencer as vítimas de que o negócio era sério. Os candidatos vinham de Minas Gerais e, depois de pagar pelo serviço, descobriam que a vaga não existia.

Rangel Lourenço, de 24 anos, pediu licença no emprego, assim que soube da atraente oportunidade de trabalhar na Europa. “A promessa era um salário alto, inicialmente eu ia ficar aqui em São Paulo para tirar os documentos, passaporte, tudo”, contou. O trabalho seria na construção de um shopping center no aeroporto de Paris. Melhor ainda seria o salário pago lá. Cerca de R$ 9 mil, sem contar plano de saúde para ele e para os pais.

Assim que chegou de Minas, o eletricista foi recebido num escritório de um prédio comercial na Zona Sul. O estelionatário alugou o espaço por apenas um dia. Era o tempo que ele precisava para simular entrevistas, impressionar as vítimas, pegar o dinheiro delas e desaparecer.

Rangel ainda não tinha tirado da mochila o dinheiro cobrado pelo falso trabalho na França: quase R$ 2.900. A entrevista foi interrompida pela polícia e o suspeito de 42 anos, preso em flagrante por estelionato. As provas do golpe estavam com ele. Carimbos falsos e um caderno com os dados de, pelo menos, sete vítimas que já procuraram a polícia.

Elas vieram do interior de Minas para São Paulo, atraídas por anúncios de emprego em rádios de pequenas cidades. E voltaram para casa só com dívidas.“Ficaram, realmente, sem nada. Fizeram empréstimos com familiares, em banco, comprometeram até o orçamento familiar com empréstimo de aposentadoria dos pais”, diz o delegado Dalmir de Magalhães. Segundo a polícia, o golpe vinha sendo aplicado na capital desde setembro do ano passado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 207 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal