Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/04/2010 - RTP Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Secretário da representação parlamentar do PPM clonava cartões de crédito

Por: António Gil e Lília Almeida

Estiveram esta manhã no Tribunal de Ponta Delgada, devem ser ouvidos ao longo da tarde, pela presumivel prática de crime de contrafacção de títulos de crédito estrangeiros.

Vai ser ouvido no tribunal de Ponta Delgada o secretário da representação parlamentar do PPM na Assembleia Regional.

Helder Emílio foi detido pela Polícia Judiciária por alegada clonagem de cartões de crédito,juntamente com outras duas pessoas, terão praticado esses crimed durante algum tempo.

Helder Emílio é o secretário parlamentar de Paulo Estevão, deputado da Assembleia Regional e líder do PPM, Partido Popular Monárquico.

Durante a manha os três homens aguardaram que lhes fosse indicado um advogado oficioso para serem presentes a primeiro interrogatório.

Os três homens terão alegadamente feito, por estes dias, compras em Ponta Delgada com os cartões clonados, compras essas que, segundo o jornal Correio dos Açores, estavam a ser colocadas num contentor, que deveria seguir depois para a mais pequena ilha do arquipélago.

A Polícia Judiciária apreendeu os cartões contrafeitos, os bens adquiridos e a máquina usada para a clonagem dos cartões.

Segundo a Polícia Judiciária a actividade deste grupo era bastante abrangente, trasncontinental, e terá lesado financeiramente diversos cidadãos estrangeiros.

Helder Emílio, actual secretário parlamentar do líder do Partido Popular Monárquico, foi expulso há mais de cinco anos da juventude socialista por angariar militantes de forma irregular.

Foi essa a justificação oficial, mas a Antena um sabe que por trás desta decisão terá estado o facto de Helder Emílio manter negócios pouco claros que incluiam tráfico de pessoas - no caso brasileiras - que eram levadas, ilegalmente, para a ilha das Flores.

Helder Emílio e o irmão, também detido, residem no Corvo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 229 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal