Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/04/2007 - Jornal Pequeno Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

O caso Bertim e a corrupção no Brasil


Tem-se a impressão de que no cerne de todas as questões que levaram à morte o prefeito Bertim, de Presidente Vargas, está a costumeira farra com dinheiro público que acontece em centenas ou milhares de prefeituras por esse Brasil afora. Sem contar as relações de agiotagem mantidas entre políticos para garantir a própria eleição.

É de fazer corar frades de pedra o volume de casos de suborno, falsificação de títulos e fraudes que abastecem as prefeituras do país. Chegam a cometer o crime de desviar remédios, merenda escolar e até manter contratos com empresas cujas inscrições estejam canceladas. Não há qualquer vislumbre de respeito à lei. Talvez porque, na maioria dos casos, auditorias encontram os crimes e os criminosos, mas ninguém é punido.

O Ministério Público, através do promotor de Justiça da Comarca de Vargem Grande, Benedito Coroba, já conclui que o rombo na prefeitura da pequena Presidente Vargas ultrapassa 3 milhões de reais somente entre os anos de 2005 e 2006. Nem o Fundo de Pensão e Aposentadoria do Município foi respeitado. Enquanto isso, o vereador Antônio Uchoa Frazão Filho, preso, acusa o deputado Paulo Neto de manipular os recursos de Presidente Vargas.

A corrupção e a desfaçatez de alguns prefeitos com recursos públicos no Brasil já foram mostradas em auditorias da Controladoria Geral da União. O prefeito de Paranhos (MS) utilizou R$ 189 mil de convênios do Governo Federal, de apoio a agricultores, para construir 4.890 metros de rede de energia elétrica, dos quais 1.640 em sua fazenda.

Em Nova Caxias (GO) uma verba de R$ 211 mil do governo federal, também destinada a pequenos agricultores, foi utilizada para compra de uma carreta e um tanque de 4 mil litros encontrados na fazenda do presidente da Câmara. Em Maiquinique (BA) os próprios servidores públicos estavam envolvidos num esquema de desvio de recursos de transferência constitucionais. Em Fronteiras (PI) o dinheiro da Atenção Básica à Saúde foi gasto até com veterinário, e superfaturaram em 101,34% os valores gastos nos pisos de um conjunto habitacional; em Rio Negrinho (SC) 100% dos agricultores disseram que os programas do PRONAF não foram bem sucedidos por falta de assistência técnica e o próprio MST cobrou 4% do valor do financiamento, a título de assistência ao assentado, para execução do Projeto; Em Afuá (PA) o dinheiro do FUNDEF, R$ 5,2 milhões, foi gasto na compra de carne bovina para alimentação do destacamento policial. E ninguém sabe se algum soldado viu a cor do bife; Em Iregê (BA) a prefeitura pagou R$ 58 mil duas vezes pelo mesmo micro-ônibus. E em Ilha Bela (SP) recursos da saúde permaneceram parados numa conta bancária de 2002 a 2006. Outro tipo escabroso de relação: enquanto o ex-prefeito de Coroatá, (MA) Rômulo Augusto, fazia pós-graduação atrás de pós-graduação nos Estados Unidos, o hoje deputado Ricardo Murad governava o município.

Em esquemas pestilentos desse tipo, geralmente empresas inidôneas, fantasmas ou não, participam dos desvios; os trens da alegria e o nepotismo proliferam e a própria renúncia fiscal serve aos esquemas de corrupção. Na outra ponta da doença, comunidades inteiras sobrevivem sem água nem saneamento, servidores ficam sem seus salários, casas não são construídas. Há casos em que os prefeitos, quando deixam os cargos, levam até os móveis da prefeitura.

Não é, portanto, a mera disputa política que estimula a pistolagem e o crime organizado. No caso do prefeito Bertim, havia dinheiro voando, de mão em mão, de cofre em cofre, de conta em conta. Até que sua autoridade e sua vida, de uma vez por todas, voaram, junto com as balas, da prefeitura para as páginas dos jornais e delegacias de polícia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 455 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal