Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/04/2010 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Taxista salva casal de golpe do falso sequestro

Casal chegou a sacar dinheiro e marcar encontro com criminosos. Mulher foi presa e apontou irmão preso como autor da ligação.

Um casal de idosos vítimas de um falso sequestro foi salvo por um taxista. Um golpe cruel, pelo telefone. “Eu achei que era a voz da minha filha. Aí minha cabeça pirou”, contou a vítima. A mulher, de 79 anos, e o marido, de 81, foram acordados de madrugada. Os criminosos diziam ter sequestrado a filha do casal, o genro e o neto e exigiam um resgate.

De manhã, o marido sacou o dinheiro e cruzou cinco bairros até chegar ao local indicado pelos falsos sequestradores.

A mulher foi obrigada a continuar no telefone. “Eu fiquei presa no telefone fixo em casa para não ter condições de falar pra ninguém fora. Das 06h30 da manhã às 11h30. Sem comer, sem beber água, sem tomar remédio, sem café, sem nada. Por desespero”, contou.

No meio da negociação, os criminosos mentiram mais uma vez: disseram à aposentada que o marido também tinha sido feito refém e exigiram as joias da família. Desesperada, ela pegou um táxi para chegar ao local combinado. O motorista, um policial militar aposentado, desconfiou do nervosismo da passageira e a convenceu a falar o que estava acontecendo.

“Eu, percebendo que era uma extorsão, eu procurei acalmá-la e fui em busca de um socorro. E, junto com o policial, fomos ao local de encontro onde seria entregue a bolsa com as joias”, afirmou ele.

Mulher é presa em flagrante

Cecília Nascimento da Costa, de 25 anos, foi presa em flagrante. Ela contou que as ligações foram feitas pelo irmão dela e um comparsa, que cumprem pena em um presídio. Para as vítimas, a orientação da polícia é sempre a mesma.

"Desligar imediatamente o aparelho e procurar o parente supostamente sequestrado”, explicou o delegado Marcos Reimão. Segundo ele, se a pessoa não for localizada, a vítima deve procurar a polícia e manter o telefone desligado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 209 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal