Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

27/04/2010 - JB Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mulher envolvida no golpe é presa na Tijuca

Por: Thiago Feres


RIO DE JANEIRO - A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) informou, na noite desta terça-feira, que Cecília do Nascimento Costa, de 25 anos, confessou participação no golpe de extorsão pelo celular aplicado sobre o vice-presidente da República, José Alencar, conforme noticiou nesta terça-feira com exclusividade o Jornal do Brasil. Ela foi presa na Praça Saens Peña, na Tijuca (Zona Norte), pela Divisão Anti-Sequestro (DAS) da Polícia Civil enquanto fazia nova vítima no mesmo tipo de crime.

Segundo a nota oficial emitida pela Seap, “agentes penitenciários realizaram uma operação no Instituto Penal Plácido Sá Carvalho, em Bangu (Zona Oeste), e constataram a existência de 2 celulares e um chip no interior da citada unidade prisional. Este material estava com o interno Edson Luis Nascimento Costa, irmão de Cecília. Tanto os celulares, quanto o chip foram encaminhado à DAS para que a mesma verifique a veracidade dos fatos, além de constatar se estes são os mesmos que efetuaram a extorsão ao vice-presidente.

Mesmo com a informação da Seap, o titular da Divisão Anti-Sequestro, Marcos Reimão, negou que Cecília tenha confirmado participação no crime durante os depoimentos prestados na delegacia.

– Nada nos foi confessado por ela – destacou Reimão. – Vamos investigar a ação, inclusive, nove números de celulares utilizados pelos detentos da Penitenciária Plácido Sá Carvalho foram rastreados por nós, o que pode ser o ponto de partida nas nossas ações. No entanto, nem temos o contato de José Alencar, o que ainda será solicitado junto à vice-presidência.

Fontes ligadas à Seap confirmaram ao JB que o depoimento foi mesmo prestado na sede da DAS, no Leblon. Enquanto isso, o delegado Marcos Reimão reforçou que irá confrontar os números apreendidos com o que foi utilizado para fazer a chamada atendida por José Alencar.

Nesta terça-feira, a Polícia Federal admitiu que poderia auxiliar nas investigações, caso fosse solicitada pelo Ministério da Justiça. Na capital fluminense, o diretor de policiamento da capital, Ronaldo Oliveira – responsável pelas delegacias distritais da cidade – admitiu, pouco antes da DAS informar que atuaria no caso, que só abriria qualquer análise do caso envolvendo José Alencar se a vice-presidência da República registrasse o ocorrido em um distrito policial do estado.

Uma nova ação criminosa

No Rio, um casal de idosos foi vítima do mesmo golpe de extorsão durante a manhã desta terça-feira. Os bandidos mantiveram ao telefone Wanda Coutinho, 79, por cerca de seis horas, alegando sequestro da filha do casal. Depois do marido de Wanda ter saído de casa para entregar a quantia de R$ 6.350 mil, no bairro do Rio Comprido, ela também foi obrigada a se encontrar com Cecília do Nascimento Costa. O local marcado foi a Praça Saens Peña. Ao sair de casa, no bairro do Riachuelo, ela pegou um táxi. Demonstrando muito nervosismo, o taxista, coincidentemente um policial aposentado, acionou a DAS.

No momento em que pegava a sacola com jóias e dinheiro da vítima, Cecília foi presa em flagrante. Ela funcionava como uma espécie de braço do irmão Edson, preso após ser condenado por roubo à mão armada. A mulher responderá pelo crime de estelionato, podendo ser condenada de um até quatro anos de reclusão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 159 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal