Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

22/04/2007 - O Estado de São Paulo Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Caça-níquel gira R$ 300 mi por mês em São Paulo


São Paulo - A máfia dos caça-níqueis movimenta R$ 300 milhões por mês em São Paulo. Levantamento feito pela polícia mostra que existem 300 mil máquinas espalhadas por bingos, bares, lanchonetes, padarias e lotéricas de todos os municípios do Estado. Quarenta empresas estão por trás do negócio, a maioria delas ligada a donos de bingos ou a antigos bicheiros.

O levantamento é resultado de uma semana de trabalho da Operação Caça-Níquel, deflagrada pela Polícia Civil na semana passada com a apreensão de máquinas. "As empresas estão identificadas, e a maioria dos empresários, também", afirmou o delegado Aldo Galiano Junior, diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap). Por enquanto, cerca de 10 mil caça-níqueis foram apreendidos no Estado e duas fábricas das máquinas foram fechadas na capital pelos policiais.

Entre as descobertas da polícia está o lugar em que era programada a probabilidade de os apostadores ganharem. A maioria saía com apenas 10% de chance de o jogador ganhar o prêmio. "Nosso inquérito apura contrabando, estelionato, crime contra a economia popular e formação de quadrilha", disse o delegado.

As máquinas não são mais os alvos da polícia, mas as empresas que controlam os caça-níqueis. Segundo Galiano, os contratos que os donos das máquinas fazem com os comerciantes são fajutos. Como donos dos caça-níqueis aparecem laranjas e empresas com CNPJ inativo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 386 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal