Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

26/04/2010 - Under Linux Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Cracker Vendendo 1,5 Milhão de Contas do Facebook


Essa notícia é alarmante. Um cracker russo que se auto-denomina Kirllos, disse ter obtido mais de 1,5 milhão de contas de usuários da rede social Facebook, e as está vendando a preços muito baixos. Um dos pacotes sai por US$ 25,00 para cada bloco de 1.000 contas que possuam até 10 amigos cadastrados. Outro pacote pode sair por US$ 45,00 para cada bloco de 1.000 contas que possuam mais de 10 amigos cadastrados. Até agora o cracker afirma já ter vendido mais de 700.000 contas, o que lhe garantiria por baixo US$ 25.000,00 pelo scam.

Alguns jornais estão afirmando que não está aparente se o login e senha dessas contas são legítimos, mas uma revista underground sobre hacking da própria Rússia afirma que testou algumas amostras fornecidas por Kirllos e garante que os dados de acesso são verdadeiros.

Esse cracker russo afirma viver na Nova Zelândia, afirma ter conseguido o login e senha de mais de 1,5 milhão de contas do Facebook. E essa ação representa uma ameaça a maior rede social do mundo. E a comoção pública referente a esse caso é tanta que o próprio National Cyber Crime Centre entrou no "jogo" para investigar se o suposto cracker Kirllos está realmente utilizando a Nova Zelândia como base para cometer suas fraudes via Internet.

Kirllos está oferecendo nomes de usuários e senhas de aproximadamente 1.500.000 contas de usuários do Facebook, com preço variando de UE$ 35,00 a US$ 62,70 o milhar. A negociação está sendo feita em um fórum hacker underground. O New York Times afirma que quase a metade dessas contas já foram vendidas (cerca de 700.000 contas). Para entrar em contato com Kirllos e efetuar a negociação, os "compradores" precisam se comunicar diretamente com o cracker via serviço de mensagens instantâneas ICQ. E o endereço está listado como sendo da Nova Zelândia.

Pelo menos um neozelandês teve seus detalhes listados neste fórum de hackers em fevereiro deste ano, mais ou menos na época em que Kirllos havia colocado aproximadamente 100 mil contas para venda. E muitos neozelandeses temem ter sido pegos no último scam realizado pelo cracker.

O Detetive Sargento Sênior, John van den Heuvel, a partir da recém-formada unidade contra o cyber-crime, afirmou que estariam unindo forças com as agências correspondentes no exterior para tentar rastrear o cracker. Heuvel ainda afirma que "nós estaremos em ligação com nossos colegas internacionais. O primeiro passo será entrar em contato com o FBI e ver o que eles já têm sobre o caso".

Quase nada se conhece sobre esse suposto Kirllos, além de sua conta no ICQ, que informa sua idade (24 anos) e que nasceu na Rússia, e fala os idiomas inglês, francês e russo. Martin Cocker, o diretor executivo da netSafe na Nova Zelândia descreve o cracker como um "atacadista". Cocker também explica o suposto esquema para a exploração dessas contas capturadas. Após suas vendas pelo cracker, os compradores tentarão utilizar essas contas atrás de supostos dados bancários, ou informações que possam levar a outros golpes, não somente do próprio usuário, mas de seus contatos nas listas de amigos presentes em cada registro de usuário das contas do Facebook.

Cocker também afirma que "Ele está oferecendo informação original da fonte. Algumas pessoas já podem até ter mudado suas senhas de acesso, ou o mesmo não é mais relevante. As contas estão sendo vendidas em blocos de informação para que outros venham a utilizar. Até o final do dia, a meta para essas pessoas é ganhar dinheiro". Ele também alerta os usuários do Facebook, para caso recebam uma mensagem de algum de seus contatos pedindo para que o mesmo "olhe esse link", que tenham cautela, pois poderão ser a próxima vítima, e esse contato poderá estar vindo de uma conta crackeada.

Ao seguir um desses links suspeitos, o usuário pode estar indo direto para a armadilha dos criminosos, pois poderão estar permitindo que crackers possam instalar software malicioso em seus computadores pessoais e conseguir obter dados de acesso a contas bancárias. E esse método é muito eficiente, pois as pessoas confiam sem pestanejar em links enviados por seus contatos pessoais. "Eles estão utilizando contas de confiança para explorar as pessoas" afirma Cocker.

Por isso, se você possui contas no Facebook, gaste um tempo de seu dia, ainda hoje, e efetue a troca de todas elas, por senhas realmente difíceis. Senhas consideradas difíceis possuem pelo menos 8 caracteres (o ideal é um mínimo de 12 caracteres) que misturam letras maiúsculas, minúsculas, e números (pelo menos). Não pensem que só porque é um cracker Russo passando férias na Nova Zelândia, que suas contas aqui no Brasil estão "seguras". Lembrem-se: a Internet não tem fronteiras. E você já pode ter sido uma das vítimas desse cracker, e ainda nem desconfia.

E lembramos que, a maioria dos roubos de informações de acesso se dão por culpa única e exclusiva do próprio usuário, que não cria senhas fortes, e normalmente usa senhas fáceis para acesso, como números em seqüência, nome do cachorro, da namorada, datas de aniversário, e assim por diante. E para isso não é preciso ser hacker ou cracker para se descobrir a senha dos outros. No fundo, qualquer idiota, por tentativa-e-erro, pode conseguir esses dados de acesso com apenas alguns minutos na frente do computador. Assim como a conta do Twitter do presidente Barack Obama foi invadida, a sua também pode. E tudo porque os usuários não se preocupam com segurança. Veja o link abaixo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 175 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal