Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

26/04/2010 - administradores.com.br / InfoMoney Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Projeto para evitar fraudes com seguro-desemprego será votado no Senado

Por: Juliano Moreira Oliveira

O projeto de lei que exige do trabalhador desempregado frequentar algum curso de qualificação, para receber seguro-desemprego, tramita no Senado e aguarda votação na Comissão de Assuntos Sociais.

Segundo informações da Agência Senado, o objetivo do PL é reduzir o número de fraudes na concessão do benefício.

Entre as irregularidades mais comuns, estão o acordo entre o trabalhador demitido e a empresa, com a continuidade do trabalho sem carteira assinada, o exercício de trabalho autônomo remunerado durante o período de benefício, a utilização de empresas fantasmas para celebração de contratos e posterior afastamento para obtenção do benefício e outras.

Projeto

Apresentada em 2005, e de autoria do senador César Borges (PR-BA), a proposta identificou em estudos do governo fraudes que envolveriam cerca de 143 mil segurados e teriam gerado benefícios irregulares de até R$ 210 milhões.

O senador observa que a exigência do curso pode funcionar como medida auxiliar no combate às fraudes, pois dificultaria várias delas. Ainda de acordo com o político, o curso pode melhorar a "empregabilidade" do trabalhador.

Conforme descrição do projeto, os cursos seriam exigidos apenas em locais que os promoverem de forma gratuita, com vagas disponíveis, de aprendizagem, qualificação, requalificação, adaptação ou reciclagem profissional compatíveis com as atividades desenvolvidas no trabalho anterior e com as qualificações do requerente.

Relator

O senador José Agripino (DEM-RN), em relatório sobre o projeto, decidiu retirar o item que permite a exigência de serviços comunitários para a concessão do seguro desemprego. Segundo ele, a medida seria inadequada do ponto de vista legal e constitucional.

Esse projeto altera a Lei nº 7.998, de 1990. Se for aprovado na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, deverá ser enviado à Câmara dos Deputados.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 204 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal