Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

20/04/2007 - O Regional Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Jovem é Preso por Falsificação


Um homem foi preso em flagrante, na tarde de ontem, acusado de falsificar documentos públicos e se passar por juízes de Catanduva, Olímpia, Bebedouro e Santa Adélia em requerimentos que solicitava a retirada do cadastro de seus familiares no Serasa e SCPC.

Em um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito, localizada no Conjunto Euclides, foram apreendidos diversos documentos, além de notas fiscais e talões de cheques que ainda serão investigados. A Polícia Civil desconfia do envolvimento de mais quatro pessoas da mesma família.

De acordo com o delegado Luís Roberto Rissi, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), o estudante L.H.Q.N., 23 anos, teria conseguido o modelo dos documentos por meio da internet. “Ele confessou a autoria do crime e afirmou que o objetivo era apenas retirar os nomes dos parentes do SCPC e do Serasa”, explicou.

No entanto, a polícia também investiga se as ações não foram realizadas no nome de outras pessoas, além dos familiares do acusado.

“Vamos apurar, por enquanto ele disse que agia sozinho. Mas vamos investigar qual é o envolvimento das outras pessoas que moravam na casa e também se eles apenas praticaram essa falsificação ou utilizaram os serviços para terceiros”, acrescentou.

Segundo a DIG, as apurações sobre o caso tiveram início depois de juízes receberem respostas do Serasa sobre o pedido e serem informados que os representantes do judiciário não tinham enviado nenhum documento. “Para encaminhar a solicitação ao Serasa ele também utilizava o nome de um advogado, que consta na lista da OAB, mas ainda não sabemos de onde é. Temos certeza que não é de Catanduva”, informou Rissi.

A partir do nome do advogado a polícia iniciou as investigações. Com o suspeito também foram encontrados carimbos do advogado.
A Polícia Civil trabalha com a hipótese de que o estudante teria falsificado os documentos para a realização de golpes, ou seja, ele conseguia limpar o nome dos familiares que efetuariam novas compras, novamente não pagavam e conseguiam regularizar a situação de inadimplência por meio das fraudes judiciais.

Durante as investigações, a DIG teve conhecimento de 20 ações cíveis nos fóruns em benefício dele e de sua mãe. N. deverá responder por falsificação de documentos públicos, falsidade ideológica e exercício ilegal da profissão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 421 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal