Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/04/2007 - Jornal da Mídia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe do anúncio em listas telefônicas chega à Bahia


Salvador - A Editel Publicar, editora de listas e guias telefônicos da Publicar do Brasil, está alertando os anunciantes de Salvador para evitar que sejam vítimas de diferentes modalidades de fraudes no mercado de listas e guias telefônicos comerciais. Em geral, os fraudadores apresentam-se em nome de editoras tradicionais do mercado, tentando fazer-se passar por seus agentes, cobradores ou terceirizados. O golpista usualmente telefona para o comerciante ou prestador de serviços oferecendo anúncios gratuitos e solicitando a confirmação dos dados cadastrais para renovar ou vender anúncios em listas que nunca serão entregues.

De posse desses dados, enviam para o cliente um boleto para pagamento ou um número de conta corrente para depósito bancário, com a cópia do anúncio publicado em uma suposta lista telefônica. Há também fraudadores que induzem os empresários a informar-lhes a existência de contratos reais feitos com editoras idôneas e oferecem descontos para recebimentos antecipados dos pagamentos, recolhendo valores que não lhes são devidos.

“A Editel Publicar não realiza nenhuma cobrança financeira sem a autorização prévia, seja pela assinatura do cliente no contrato efetivado na venda pessoal do consultor da Editel ou por telemarketing. Além disso, não mantemos conta corrente em nome de terceiros para recebimento de pagamentos ou depósitos”, explica Jaime Morales, diretor para Região Nordeste/Norte da Publicar do Brasil (detentora das marcas Editel e Listel).

O presidente da Associação Brasileira de Listas Telefônicas (ABL), Flávio Rauter, conta que as próprias faturas de pagamento contêm sinais claros de fraude. "Os golpistas estampam nomes fictícios no local de identificação do favorecido com a intenção de confundir os clientes", explica. Segundo Rauter, a entidade tem registro de quase 50 denominações aplicando estes golpes em todo o Brasil. "A maior parte é originária de Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro, mudando constantemente de local. Quando são procurados, não são mais encontrados", afirma Rauter.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 446 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal