Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

17/04/2010 - pe360graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação desarticula quadrilha de clonagem de cartão de crédito

Dos seis integrantes do grupo, quatro são funcionários de uma grande rede de supermercados; clientes das lojas eram as vítimas dos criminosos.

Quarenta policiais civis, ligados ao Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), cumpriram cinco mandados de prisão no Grande Recife, nesta sexta-feira (16), num trabalho para desarticular uma quadrilha que clonava cartões de crédito. De acordo com a polícia, dos seis acusados, quatro trabalhavam como caixas de uma grande rede de supermercados e os crimes aconteciam dentro das lojas.

De acordo com o gestor do Depatri, delegado Antônio Barros, a quadrilha vinha sendo investigada há dois meses e seria muito difícil para as vítimas perceberem que estavam sendo enganadas. “A máquina usada para a clonagem é praticamente igual aos equipamentos tradicionais. Quando eles se sentiam seguros, faziam a troca e ninguém percebia”, diss.

Segundo a polícia, a diferença está nos mecanismos internos, usados para registrar os dados dos cartões alheios. “É esse mecanismo que captura as informações dos cartões que serão clonados”, explicou. A investigação assegurou ainda que a direção dos supermercados não sabia do golpe que era aplicado nos caixas.

Ryênio Serafim da Silva, David Rodrigues dos Santos e Walisson Ribeiro Dourado de Oliveira trabalhavam como operadores de caixas nos supermercados. De acordo com a polícia, José Jorge de Medeiros fornecia as máquinas adulteradas que capturavam as informações dos cartões de crédito dos clientes. Nathália Carla de Farias fazia compras com os cartões clonados. Gerson Dias da Cruz, também suspeito de participar da quadrilha, está foragido.

Nathália Carla de Farias e José Jorge de Medeiros já haviam sido detidas em janeiro passado pelo mesmo crime. Numa gravação do circuito interno de segurança do supermercado, Ryênio Serafim da Silva é flagrado colocando uma máquina falsa no lugar da verdadeira.

Antônio Barros disse ainda que na casa de Gerson da Cruz foram encontrados objetos que comprovam o envolvimento no crime. “Foram encontrados documentos, máquinas de clonagem, cartões de crédito, ou seja, tudo para comprovar na Justiça o envolvimento dos presos”, falou.

Depois de trazidos para a delegacia, os acusados foram levados ao Instituto Médico Legal para fazer exames de corpo de delito. O nome da rede supermercados onde trabalhava parte dos presos não foi revelado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 361 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal