Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

12/04/2010 - O Estado de São Paulo / Ag. Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Não caia no golpe

Por: Yolanda Fordelone


Ao acessar o site de seu banco para consultar a conta corrente, o consumidor Marcos Marques, de Sobradinho (DF), se deparou com uma mensagem pedindo a atualização de seus dados, uma operação aparentemente corriqueira em um primeiro momento. O que o cliente não sabia é que se tratava de um golpe.

No dia seguinte ao acesso, ele descobriu que bandidos haviam lhe roubado, entre pagamentos de contas e transferências, mais de R$ 9 mil. Marcos consumidor informou o banco, solicitou a devolução do dinheiro apropriado indevidamente e registrou um boletim de ocorrência.

Como o banco não devolveu a quantia, o consumidor foi orientado pelo Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo (Ibedec) a recorrer aos Juizados Especiais Cíveis de Sobradinho. No final, a Justiça condenou o banco a devolver os R$ 9.148,95 sacados e a pagar R$ 4 mil por danos morais.

Assim como Marcos, todos os dias milhares de clientes caem em golpes cada vez mais sofisticados. E manter o antivírus do computador atualizado não basta, diz o Ibedec. Para não ser mais uma vítima de hackers veja algumas dicas do órgão de defesa do consumidor:

1. Tenha sempre o antivírus do seu computador atualizado;

2. Jamais acesse a conta bancária de computadores públicos ou de lan-houses;

3. Leia atentamente as instruções de segurança constantes do site do banco;

4. Desconfie sempre quando houver mudança no formato da página do banco, e não acesse em caso de dúvidas;

5. Se você acessar o site do banco e digitar corretamente seu número de conta e senha e receber mensagem de falha, não digite novamente os dados. A maioria dos golpes usa este artifício para que a vítima digite novamente os dados e confirme as senhas para os falsários;

6. Desconfie de mensagens de atualização e jamais clique em links contidos em e-mails. A quase totalidade dos bancos não manda e-mails para seus clientes, salvo quando cadastrado para tanto;

7. Qualquer coisa que lhe gere desconfiança no site, seja na digitação da senha ou no formato, deve ser imediatamente comunicado ao banco;

Se for vítima de uma fraude, você deve comunicar a situação ao banco e exigir o bloqueio imediato das senhas e do acesso a conta até que nova senha seja cadastrada. Também é indicado que seja feito um boletim de ocorrência na delegacia e uma notificação no banco por escrito para que devolva o dinheiro. Passados 30 dias e não devolvido o dinheiro e os eventuais acréscimos de juros e correção monetária, o consumidor pode recorrer ao Judiciário. Causas de até 40 salários mínimos podem ser propostas nos Juizados Especiais Cíveis.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 178 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal