Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

09/04/2010 - V News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresa de Taubaté é suspeita de dar golpe em fornecedores de vários estados

Prejuízo das vítimas foi de mais de R$ 2 milhões.

A polícia descobriu nesta sexta-feira (09), em Taubaté, uma empresa que aplicava golpes em fornecedores. O prejuízo das vítimas foi de mais de R$ 2 milhões.

Um representante comercial de uma empresa de Minas Gerais não quis se identificar, mas foi uma das vítimas do golpe. O fornecedor vendeu R$ 10 mil em produtos para a empresa de Taubaté, e não recebeu o dinheiro. O prejuízo só não foi maior porque ele desconfiou da firma.

A empresa, chamada Mirasol, atua legalmente há 30 anos como distribuidora de alimentos. Há dois meses ela foi comprada por dois supostos empresários e passou a funcionar em um galpão, na Vila São Geraldo. No interior do prédio, eram depositadas as mercadorias compradas dos fornecedores, como biscoitos, doces, refrigerantes, arroz, além de materiais de higiene. Mas nenhum dos produtos foi pago pela firma. Na tarde da sexta-feira (09) algumas vítimas estiveram no local para retirar as mercadorias.

O golpe foi descoberto pela polícia por meio de uma denúncia anônima. Segundo o delegado da Delegacia de Investigações Gerais, o fato da empresa ser idônea dava segurança aos fornecedores na hora de vender. "Nas primeiras aquisições, para ele ter crédito na praça, ele faz os pagamentos", explicou o delegado Marcelo Duarte.

Os produtos mais caros eram transferidos do galpão para outro depósito no bairro Jardim Paulista, desconhecido pelos funcionários da empresa e pelos fornecedores. De acordo com a polícia, todos os produtos saíam do local para serem vendidos em comércios, como supermercados, por um preço bem mais baixo do que o oferecido no mercado.

Pelo menos 50 proprietários de empresas e comércios, da região e de outros estados, foram vítimas do golpe, totalizando um prejuízo de quase R$ 2 milhõe. "Nós vamos instaurar um inquérito policial para apurar um eventual crime de estelionato e formação de quadrilha", disse o delegado.

Os supostos proprietários da distribuidora de alimentos estão foragidos. O advogado deles não quis gravar entrevista. Ele informou que o caso não se trata de um golpe, e sim uma dívida que os empresários acumularam por causa de problemas financeiros.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 382 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal