Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

07/04/2010 - Diário Catarinense Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Servidores da saúde são vítimas de golpista em Florianópolis

Homem se passa por funcionário da Receita Federal para vender mercadorias que não existem.

Um homem está sendo investigado pela Polícia Civil por aplicar o chamado golpe do chute em Florianópolis. Nas últimas semanas, o suspeito teria ligado para servidores da saúde e se apresentado como funcionário da Receita Federal de Itajaí.

Ele oferece às vítimas produtos como eletrodomésticos e eletroeletrônicos com preços até 50% mais baratos. Para tentar convencer os compradores, o homem afirma que as mercadorias foram apreendidas pelo Receita Federal.

Em entrevista à rádio CBN/Diário, uma servidora da área da saúde, que não quis se identificar, conta que o golpista ligou para o hospital e falou que trabalhava na Receita Federal. Ele ainda teria dito que queria vender os produtos para os funcionários da unidade porque tem uma parente que foi internada e bem atendida no hospital.

— Achamos meio suspeito. No domingo, eu liguei para ele pedindo os valores. Então o homem disse que tinha um motoboy que sempre pega o dinheiro e que, mais tarde, ele entregaria a mercadoria. Ele tem uma conversa envolvente e te induz a acreditar que aquilo é verdade.

Por telefone, sem saber que estava sendo gravado pela CBN, o golpista ofereceu uma televisão de 42 polegadas, uma máquina de lavar, um videogame e notebook por R$ 2.160.

A Receita Federal alerta que o golpe do chute é antigo, mas fazia tempo que não era aplicado na cidade. O órgão também informa que a venda de produtos apreendidos são sempre divulgados no Diário Oficial e na imprensa. Para não se dar mal, o ideal é pegar o nome do golpista e confirmar as vendas com a Receita.

Quem for vítima deve procurar a Polícia Civil e informar o órgão pelo fone (48) 3229-1300.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 306 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal