Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

06/04/2010 - R7 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Às vésperas da votação, maioria dos deputados se cala sobre “ficha limpa”

Projeto de lei proíbe a candidatura de pessoas com condenações judiciais nas eleições.

Apenas 77 dos 513 deputados federais se posicionaram sobre o projeto de lei da “ficha limpa”, que proíbe a candidatura de pessoas com condenações judiciais nas eleições, segundo releva pesquisa divulgada nesta terça-feira (6) pelo MCCE (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral), que reúne diversas entidades civis em defesa da transparência nas eleições. A proposta, cuja iniciativa é popular, está na pauta da Câmara e a expectativa é que ela seja votada nesta quarta-feira (7).

Veja o resultado da pesquisa

Segundo o levantamento, realizado entre os dias 19 de março e 5 de abril, 73 parlamentares disseram que apoiam o projeto, enquanto quatro afirmaram que ainda não se decidiram sobre o assunto. Nenhum dos deputados que responderam se posicionou contrário à proposta.

Os demais parlamentares, segundo o MCCE, não apresentaram uma justificativa para não responder ao questionário, que foi enviado aos gabinetes dos deputados três vezes no período.

O presidente da Abramppe (Associação Brasileira dos Magistrados, Procuradores e Promotores Eleitorais), Marlón Jacinto Reis, e integrante do MCCE, disse ao R7 temer que a não participação de grande parte dos deputados no levantamento esconda o posicionamento da maioria em relação à proposta.

- Nos preocupa muito que a maioria dos deputados não tenha se posicionado sobre o projeto até um dia antes da votação. Nosso medo é que isso oculte a posição que será defendida na Câmara.

O questionário apresentava apenas três opções de respostas em relação ao projeto “ficha limpa”: apoia, não apoia ou ainda não se decidiu. Ao todo, 84 deputados já se posicionaram a favor da proposta, considerando outros 11 subscritores do projeto de lei que não responderam ao questionário, informou o MCCE.

A proposta “ficha limpa” foi apresentada por iniciativa popular, após receber mais de 1,6 milhão de assinaturas. A campanha foi lançada em 2008, causando polêmica entre políticos após a AMB (Associação Brasileira de Magistrados) divulgar uma lista com os candidatos com “ficha suja”.

Apesar de já estar na pauta da Câmara, o projeto de lei pode não ser votado amanhã. Caso não seja aprovado ainda no primeiro semestre pelo Congresso, a lei poderá ficar de fora das eleições deste ano.

Os deputados que ainda queiram responder ao questionário podem procurar o MCCE, que irá atualizar os resultados da campanha em seu site.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 218 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal