Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/04/2010 - O Estado de São Paulo / Ag. Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Rádio Vaticana diz que acusações do 'NYT' têm falsas entrevistas

Veículo citou defesas feitas pela Congregação para a Doutrina da Fé e pelos chefes dos bispos e arcebispos.

A Rádio Vaticana atacou nesta quinta-feira, 1º, novamente as "falsas exclusivas" veiculadas especialmente pela imprensa norte-americana, e que puseram em dúvida a atuação do papa Bento XVI quanto a denúncias de pedofilia na época em que era prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. Em um informe detalhado, a agência vaticana recordou as palavras ditas recentemente por altos representantes da Igreja Católica, entre eles o sucessor do Pontífice na congregação, cardeal William Levada. Veja também: Em meio a escândalos da Igreja, Bento XVI rechaça violência Papa pode sair fortalecido de escândalos, dizem vaticanistas O prelado criticou as suspeitas publicadas pelo The New York Times, falando em "prosa altissonante" e "aparentes exclusivas", além dos "preconceitos habituais" devido ao jornal ter ignorado que foi o próprio Joseph Ratzinger (nome de batismo do Papa) quem tentou livrar a Igreja destes crimes. Para Levada, os artigos do NYT "carecem de qualquer padrão razoável da justiça que os norte-americanos têm o direito de encontrar, e esperam encontrar, nos seus meios de comunicação principais". O veículo da Santa Sé citou o arcebispo de Nova York, Timothy Dolan, segundo quem "verdadeiro e falso se entrelaçam escandalosamente nas reconstruções do New York Times: o texto sobre abusos é nauseante e amargamente verdadeiro, mas as insinuações contra o então cardeal Ratzinger são totalmente privadas de fundamento e fazem parte de uma campanha de falsidade 'bem oleada' contra o Papa". A Rádio Vaticana retomou também a atuação do Daily News, "um dos mais difundidos [jornais] dos Estados Unidos", que "embora dirigindo críticas à Igreja, coloca sem rodeios termos como 'falsos' às acusações do NYT contra Bento XVI". O texto recordou ainda o posicionamento do arcebispo de Viena, Christoph Schönborn, que ontem celebrou uma missa da qual participaram vítimas de abusos; e do Patriarca de Veneza, Angelo Scola, para quem "são dirigidas acusações mentirosas" contra o pontífice. Além deles, o documento falou do arcebispo de Gênova e presidente da Conferência Episcopal Italiana (CEI), Angelo Bagnasco, que havia dito que "nenhuma sombra, por mais grave, dolorosa e vergonhosa, pode anular o bem alcançado"; e o arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Scherer, que falara de uma "ação organizada contra o Papa". Na semana passada, o NYT levantou suspeitas que apontam que Bento XVI deixou de punir um padre acusado de ter molestado 200 crianças surdas nos Estados Unidos. Ainda de acordo com o jornal, Bento XVI teria conhecimento de que um pedófilo alemão retomara as atividades pastorais na Arquidiocese de Munique e Freising, na época comandada por ele. Ambas as acusações foram repudiadas tanto pelos representantes das dioceses quanto pelo Vaticano.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 197 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal