Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/03/2010 - Agência Câmara Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Debatedores dizem que bingos facilitam crimes tributários


Diversos participantes da comissão geral para discutir a proposta de liberação dos bingos, videobingos e caça-níqueis no País, realizada nesta terça-feira pela Câmara, manifestaram preocupação com a possibilidade de a formalização dos jogos facilitar a prática de crimes contra a ordem tributária.

O procurador da República Leonardo Cardoso de Freitas, por exemplo, afirmou que a Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) é contrária à legalização dos bingos no País, porque a atividade facilitaria crimes como lavagem de dinheiro e sonegação de impostos.

Freitas acredita ainda que o sistema de fiscalização previsto nos projetos de lei em tramitação na Câmara não deverá ser implementado. “Somos céticos com relação à capacidade da Receita Federal e do Conselho de Controle de Atividades Financeiras [Coaf] no cumprimento de uma fiscalização efetiva desse tipo de atividade.

Fiscais específicos

A secretária-adjunta de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Pricilla Maria Santana, destacou que o ministério não tem condições para assumir a tarefa de fiscalização dos bingos. Ela ressaltou que essa é a posição técnica do ministério, e disse que o governo não é contra a abertura de casas de jogos, mas, caso a proposta seja aprovada, será preciso criar uma entidade específica para o trabalho de fiscalização.

Ela cobrou que sejam usadas concessões ou autorizações, e não licenças, no caso de casas de jogos. Para ela, as licenças dificultariam o trabalho de fiscalização, pois têm tempo definido, o que tornaria difícil fechar um estabelecimento, mesmo com irregularidades.

Além disso, a representante do Ministério da Fazenda sugeriu que os requisitos financeiros para quem queira abrir um estabelecimento como esses deveriam ser maior, para desestimular as fraudes e a utilização para lavagem de dinheiro. "Em um setor, no qual se espera um movimento de mais de R$ 20 bilhões, a exigência de R$ 200 mil reais como segurança é pequena. Pode ser, inclusive, inferior à entrada diária de recursos de uma única casa de bingos", disse.

Caixa não quer fiscalizar

O gerente de padrões e planejamento da Gerência Nacional de Canais Físicos e Parceiros da Caixa Econômica Federal, Admilson Esashika, afirmou que a Caixa não quer ser responsável pela fiscalização dos jogos de bingos, videobingos e caça-níqueis, caso eles sejam liberados no País. Segundo ele, esse tipo de atividade é diferente das loterias, que a Caixa explora diretamente.

Esashika também afirmou que os valores destinados aos órgãos fiscalizadores pela proposta em tramitação na Câmara são insuficientes. “Não há possibilidade de se realizar fiscalização efetiva com esses recursos”, argumentou.

O representante da Caixa também disse que a liberação dos jogos de azar pode provocar queda na arrecadação das loterias federais. Segundo ele, a Caixa repassou, em 2009, R$ 4 bilhões para programas sociais do governo. “Esse repasse ficará comprometido se nos defrontarmos com a competição desleal das casas de bingo, se forem liberadas na forma como determina a proposta em tramitação nesta Casa”, argumentou.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 164 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal