Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

30/03/2010 - Gazeta Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude no norte do Rio para emplacar carros no Espírito Santo

Por: Letícia Cardoso


A Polícia Civil do Rio de Janeiro desmontou um esquema fraudulento de emplacamento de veículos na cidade de Campos, no norte Fluminense, onde concessionárias e despachantes ofereciam vantagens indevidas aos clientes para emplacar os carros em cidades do Espírito Santo. De acordo com a delegada Valéria Aragão, da delegacia fazendária do Rio de Janeiro, para atrair o cliente, empresários e despachantes ofereciam um serviço de emplacamento do carro em cidades capixabas, já que a alíquota do IPVA no Espírito Santo é de 2% enquanto no Rio é de 4% sobre o valor do veículo.

"Todo mundo lucrava neste esquema. A agência por oferecer esse serviço, atraindo o cliente, que por sua vez lucrava pelo conforto e comodidade de não precisar se deslocar de sua casa. Ele apenas fazia uma transferência bancária para o despachante, que repassava para outro despachante do Espírito Santo e este ficava responsável por enviar a placa. O cliente recebia em casa a placa, que vinha com o nome de alguma cidade do Espírito Santo", afirmou.

A taxa cobrada custava de R$ 100,00 a R$ 300,00 conforme o serviço oferecido que era de primeiro emplacamento ou renovação de licença anual. De acordo com a delegada, foram nove meses de investigação realizada após um levantamento da Corregedoria do Detran do Rio de Janeiro ter identificado centenas de veículos circulando na cidade de Campos, com placas do Espírito Santo. Em diligências realizadas em quatro concessionários e três despachantes de veículos, a polícia apreendeu centenas de comprovantes de residência falsificados, placas e lacres do Espírito Santo.

Em apenas um endereço, o de um salão de beleza, em Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Estado, há registro de 80 veículos do Rio de Janeiro. O esquema, de acordo com a polícia era realizado desde 2007. Um dado da investigação chamou a atenção da delegada: no município de São José do Calçado há oito mil eleitores e 11 mil carros registrados.

"Com essa investigação o Detran do Rio vai ter acesso a todo documento apreendido e com isso vai notificar os proprietários para saber se realmente eles possuem algum domicílio no Espírito Santo. Para se emplacar um carro precisa comprovar residência no município onde está emplacando. Se realmente for constatado que eles não têm domicílio no Espírito Santo, eles vão receber a multa e vão ter que se regularizar a situação. Essa operação não tem um objetivo apenas de reprimir, é também para educar", afirmou.

As pessoas envolvidas no esquema não foram presas, mas vão responder a processo por formação de quadrilha, falsidade documental e ideológica e sonegação fiscal.

O Detran do Espírito Santo informou que irá colaborar com a investigação da Secretaria da Fazenda do Rio de Janeiro, solicitando oficialmente ao Detran do Rio as placas dos veículos investigados para averiguar os processos de licenciamento dos veículos no Espírito Santo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 349 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal