Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/03/2010 - ClickPB Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende maior quadrilha de golpistas que agia contra aposentados do INSS na PB


Após ter deflagrado a Operação Caça Fantasma, no dia 19 de março de 2010 onde foram presos pelo Delegado Durval Barros, Raimundo de Souza Arnaud Filho, Alexsandro Santos Bezerra e Valmir Evangelista Vieira, todos presos por força da Prisão Preventiva decretadas pelo Juiz da cidade de Alagoa Nova Dr. Eronildo José Pereira, a Policia Civil de Alagoa Nova cumpriu mais 10 mandados de prisões preventivas decretada pela Justiça.

Foram presos e estão à disposição da Justiça, Francisco de Assis do Nascimento, vulgo “Chico Federal”, autor intelectual dos delitos praticados pelos autores materiais, que no inter criminais, cada um deles exercia funções diversas: corretores, falsificadores de documentos (RG, CPF, comprovantes de residência, certidões de nascimento), “laranjas”, sacadores dos benefícios fraudulentos dos aposentados do INSS, locação de veículos para transportes às diversas Agências do Banco do Brasil para onde as Ordem de Pagamentos eram destinadas, após aprovação dos empréstimos consignados junto aos Correspondentes Bancários do BMG, na cidade de Campina Grande.

João Paulo Canuto Alves, profissional de designer, que faz a montagem de toda documentação falsificada, através de programas adicionados em um notebook, inclusive, usando fotos copiadas de Orkut de pessoas não identificadas, que substituíam as fotos das vítimas. isto é dos aposentados do INSS, recebendo comissão de R$ 600,00 por cada falsificação para instruir o processo de empréstimo consignado.
O próprio, confessou haver viajado para as Agências do Banco do Brasil das cidades de Umbuzeiro e Coremas, no sertão paraibano, juntamente com, e Francisco de Assis do Nascimento e outros, para efetuar saques de dinheiro proveniente da fraude.

Foi apreendido em poder de João Paulo, um computador tipo notebook, contendo programas de falsificação de documentos, o qual foi enviado para Perícia, bem como, documentos falsificados, já preparados que estão armazenados no mesmo computador.

Jefferson Ranyere Berto de Aquino, parceiro de João Paulo na falsificação de documentos, usando programas sofisticados de montagens de documentos, pela internet, inclusive, acompanhou os comparsas para as Agências do Banco do Brasil das cidades de Umbuzeiro e Coremas, também recebendo comissão de R$ 600,00 por cada falsificação para instruir o processo de empréstimo consignado.

Frank Carvalho Cardoso, conhecido por “Franklin”, fornecedor dos dados cadastrais (Detalhamento de Crédito) dos aposentados do INSS, para Chico Federal, que eram repassados para João Paulo falsificar toda documentação do aposentado.

Raimundo de Souza Arnaud Filho, corretor cadastrado no Correspondente Bancário do BMG, que distribuía os processos fraudulentos dos empréstimos consignados, tendo comissão de R$ 300,00 por cada processo aprovado.

Luana Santos Arnaud, filha de Raimundo, corretora cadastrada no Correspondente Bancário do BMG, que distribuía os processos fraudulentos dos empréstimos consignados, tendo comissão de R$ 300,00 por cada processo aprovado.

Rosângela Freire dos Santos, com documentos falsificados, montados nos RGs dos aposentados do INSS, sacava o dinheiro das Ordem de Pagamentos (OP) e repassava para Chico Federal, recebendo comissão no valor de R$ 300,00 por cada saque, devolvendo o RG falsificado logo após a saída da Agências Bancárias.
A própria confessou o ingresso na quadrilha há mais ou menos um ano, recrutada por Chico Federal.

Ednalva Oliveira de Souza com documentos falsificados, montados no RG do aposentado do INSS, sacava o dinheiro das Ordem de Pagamentos (OP) e passava para Chico Federal, recebendo comissão no valor de R$ 300,00 por cada saque, devolvendo o RG falsificado logo após a saída da Agência Bancária.

Valmir Evangelista Vieira, proprietário de um veículo tipo Fox de cor prata, que o locava para transporte dos “laranjas” sacadores do dinheiro dos empréstimos consignados fraudulentos, variando o pagamento conforme distância da localização da Agência Bancária, onde os saques eram liberados.

Alexsandro Santos Bezerra, motorista do veículo Fox, de propriedade de VALMIR, também usava documentos falsos para saques de dinheiro em Agências Bancarias do Banco do Brasil.

A Quadrilha já agia há mais de três anos na Paraíba, onde foi constatado saque em cidades como: Campina Grande, Alagoa Nova, Lagoa Seca, Esperança, Arara, Bananeira, Solanea, Umbuzeiro, Pombal, Cajazeiras, Patos, Arara, Aroeiras, Coremas, Pianco, entre outras cidades.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 313 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal